Circuito Triday: nova opção para entrar no triathlon

Atualizado em 20 de setembro de 2016
Mais em Notícias

Entrar no mundo do triathlon ficou mais fácil. A empresa Unlimited Sports, responsável pela organização das provas do Ironman Brasil, lançou nesta quinta-feira o Triday Series, um circuito com seis etapas, entre abril e dezembro, sempre no estado de São Paulo: duas em Riacho Grande (no ABC paulista), duas em São Carlos e duas na USP, na capital paulista. Em 2017 acontecerá a primeira edição do campeonato.

“O Triday nasce com o objetivo de tornar-se um circuito diferenciado, principalmente no quesito técnico. Os locais escolhidos apresentam condições favoráveis para a prática do triathlon, desde percursos seguros até diferenciais que incrementem a experiência do atleta. A ideia é expandir para diferentes regiões, pensando sempre em oferecer qualidade técnica e um calendário mais flexível, que contribua para o desenvolvimento individual dos competidores, sejam eles amadores ou profissionais”, afirma Carlos Galvão, diretor da Unlimited.

O evento foi prestigiado por grandes nomes do esporte, como Fernanda Keller e Igor Amorelli. Fernanda saudou a iniciativa. “Todo mundo que faz atividades físicas em torno de uma hora por dia consegue completar uma prova do Triday Series, como a distância Sprint”, alega a triatleta.

A distância Sprint consiste em 750m de natação, 20km de ciclismo e 5km de corrida. “Para as pessoas que querem ser triatletas de longas distâncias e ainda não estão preparadas não existe uma oportunidade melhor”, completa a pentacampeã do Ironman Brasil.

 

 

A ideia Triday Series é, num segundo momento, expandir o circuito para outros estados. Para tanto, uma das metas acopladas ao plano é aumentar o número de praticantes em território nacional. O Triday pode ser uma boa porta de entrada por incluir a opção de revezamento. Será possível montar equipes formadas por duplas ou trios, com cada atleta realizando uma ou duas modalidades.

As categorias 14-15 anos e 16-17 anos da modalidade Sprint servirão como criadouro de talentos. Galvão não exclui a possibilidade de cultivar gerações capazes de representar o Brasil em edições dos Jogos Olímpicos.

“O Brasil tem um potencial humano muito grande e acreditamos que é possível, sim, trabalhar nomes para nos representar com destaque já em Tóquio. Nosso foco, por enquanto, não é encontrar estes atletas, que podem, inclusive, já estar por perto, mas, sim, oferecer a ferramenta e o ambiente de desenvolvimento. É importante que o país crie condições para que tenham contato mais próximo e mais frequente com o esporte. Nesse ponto é que pretendemos contribuir”, comentou o diretor da Unlimited Sports.

A USP sediará a terceira e a sexta (última) etapas, em 16 de julho e 3 de dezembro de 2017, respectivamente. Riacho Grande, às margens da Represa Billings, receberá a abertura, no dia 30 de abril, e a quarta etapa, em 24 de setembro, passando pela Estrada Velha de Santos. Por fim, o Parque Eco-Desportivo Damha, em São Carlos, será sede da segunda e da quinta etapas, em 11 de junho e 5 de novembro.