Sal: já tem alternativa para salgar seu prato

Atualizado em 05 de agosto de 2016
Mais em Nutrição

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), uma em cada três pessoas no mundo sofre de hipertensão. No Brasil, 300.000 pessoas morrem em decorrência da doença e 24,3% da população brasileira sofrem de hipertensão arterial. Um dos principais causadores da hipertensão é o sódio, presente em vários alimentos.

Vendido há pelo menos uma década nos Estados Unidos e na Europa, acaba de ser aprovado no país pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) um novo produto feito para salgar ingredientes: o salgante. O produto, que não é sal, pode substituir totalmente o sódio pelo potássio, nutriente que ajuda, principalmente, a combater doenças cardiovasculares.

Segundo dados da Anvisa, o ingrediente é formado de potássio, onde uma porção de 1,25g (equivalente ¼ colher de chá) contém 0,55 mg de potássio. Antes de ser aprovado pela agência, o produto foi avaliado por um estudo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

A pesquisa, feita apenas com ratos, analisou a ingestão diária de 70 mg de salgante, por dez dias. Ao fim do estudo, os pesquisadores perceberam que o produto não interferiu na pressão arterial dos ratos que eram hipertensos, onde nem o peso corporal, nem a pressão arterial aumentaram. Enquanto isso, ratos que consumiram sal durante o mesmo período, tiveram um aumento significativo da pressão.

O salgante, porém, chega ao Brasil com uma série de ressalvas e contraindicações, onde pessoas com as seguintes complicações devem ficar atentas:
– insuficiência real: como pessoas com esse quadro clínico tendem a acumular potássio no organismo, o salgante é contraindicado, pois pode levar a morte, já que o excesso do nutriente pode causar parada cardíaca ou porque o órgão (rim) não consegue eliminar o excedente do mineral pela urina.

– diabetes e hipertensão: apesar de serem o “público-alvo” do produto, pessoas com estas doenças devem ter cautela, pois um terço desses pacientes pode ter algum grau de insuficiência renal, caso o consumo de salgante seja muito alto.

Antes de fazer uso do produto, procure um médico para verificar se os seus rins estão em bom funcionamento, para não acarretar em complicações. Você pode encontrar o produto nos mercados, onde um pote com 100g sai ao equivalente à R$ 16,90.

(Fonte: Patrícia Martins Cruz, nutricionista na Clinica Alimentação e Saúde, em Goiânia)