Reduzir o consumo de gorduras emagrece mais

Atualizado em 28 de abril de 2016
Mais em Nutrição

O que será que funciona mais: dietas com redução de carboidratos ou de gorduras? Apesar da dieta com menos carboidratos ser bastante efetiva, um  novo estudo  realizado nos EUA mostrou um resultado diferente: reduzir o consumo de gorduras emagrece até 68% mais do que as famosas dietas “low carb”.

No estudo, 19 pessoas obesas não-diabéticas foram submetidas a uma dieta com 2.700 calorias diárias. Os participantes consumiram a mesma comida e praticaram as mesmas atividades físicas. Depois de duas semanas, a ingestão de calorias foi reduzida a um terço – metade do grupo teve os carboidratos reduzidos da dieta; a outra metade reduziu o consumo de gorduras – e foram analisadas as quantidades de oxigênio e dióxido de carbono presentes na respiração dos participantes; e de nitrogênio na urina, para calcular com precisão os processos químicos que ocorrem no interior do corpo durante a dieta.

Após seis dias, aqueles que reduziram o consumo de gorduras perderam, em média, 463g de gordura corporal, enquanto os que diminuíram os carboidratos perderam cerca de 245g de gordura corporal. Nas dietas low carb houve redução da insulina – hormônio que regula a gordura – e aumento da queima de gordura como esperado. Mas, curiosamente, os participantes que perderam mais gordura corporal foram aqueles que fizeram a dieta com restrição de gordura, mesmo sem ocorrer a redução da insulina.

Mais pesquisas são necessárias para avaliar os efeitos fisiológicos da redução do consumo de gorduras e de carboidratos no longo prazo. Os resultados contrariam a teoria de que a perda de gordura do corpo requer, necessariamente, a diminuição de insulina. A pesquisa foi realizada no Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais (NIDDK), que faz parte do Instituto Nacional de Saúde (NIH) e publicada na revista Cell Metabolism.

Para o diretor do centro de pesquisa, Griffin P. Rodgers, o estudo mostra como os tipos de calorias afetam o metabolismo e a composição corporal – e quando se trata de perda de gordura corporal, nem todas as calorias são iguais. Então, para perder peso o que é melhor? Entre reduzir o consumo de gorduras ou de carboidratos, segundo ele, o ideal ainda é encontrar o tipo de dieta mais adequado ao seu estilo de vida, já que o mundo real não é tão simples quanto um laboratório de pesquisa.
(Fonte: Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais (NIDDK)