Os benefícios do azeite de oliva

Atualizado em 20 de setembro de 2017
Mais em Nutrição

Ele está cada vez mais presente na cozinha do brasileiro. Até por isso o país já se encontra na terceira posição entre os maiores importadores do mundo. Estamos falando do azeite de oliva, importante iguaria rica em vitamina E e ômega 9, que protegem contra o câncer e doenças cardíacas.

Além disso, novos estudos comprovam que esses elementos (vitamina E e ômega 9) impedem o depósito de gordura na área visceral do organismo, auxiliando na diminuição do colesterol ruim do sangue. Ainda por cima, acredita-se que o alto teor de polifenóis, conhecidos por sua ação anti-inflamatória e anticoagulante, contribua para evitar osteoporose e artrite.

Com tantos benefícios, empresas investem em pesquisas e tecnologias afim de agregar todos esses benefícios em cápsulas. Caso da Global Nutrition, empresa especializada em nutracêuticos e alimentos funcionais.

“As cápsulas são criteriosamente produzidas para preservar todas as peculiaridades do azeite, que é do tipo extravirgem, ou seja, tão puro e saboroso que pode ser comparado a um suco de frutas por manter a integridade dos antioxidantes da azeitona, como os polifenóis, clorofila, carotenóides e a vitamina E. Os demais óleos vegetais recebem solventes químicos ao passarem pelo processo de refinação e, desta forma, perdem boa parte desses agentes benéficos”, afirma Tatiane Botelho, Coordenadora de Pesquisa Técnica da empresa.

E por ser especialmente rico em antioxidantes, o óleo de oliva retarda o processo de envelhecimento celular. “Ele combate os radicais livres, suaviza a pele seca, melhora a elasticidade, proporciona brilho aos cabelos, fortalece as unhas e controla inflamações”, completa Tatiane.

De acordo uma pesquisa realizada pela IOC (Conselho Internacional do Azeite, em inglês), o Brasil importa cerca de 72 mil toneladas de azeite por ano.