O consumo inteligente da proteína

Atualizado em 20 de abril de 2016
Mais em Nutrição

Nosso corpo precisa de proteína para formar ossos fortes, músculos, pele e células. Como não podemos armazenar esse nutriente da mesma forma que estocamos carboidratos, por exemplo, é necessário consumir a quantidade ideal de proteína todos os dias.

Caso a ingestão de proteína ultrapasse 2 g por kg do seu peso corporal, há um estímulo a degradação proteica. Portanto, o consumo ideal do nutriente, encontrado em abundância na “dupla dinâmica” arroz e  feijão, carne, peixe, frango, ovo, leite e derivados, deve ser de 1,2 a 2 g por kg do seu peso.

A ingestão exagerada da proteína pode sobrecarregar o rim, já que não fazemos estoques desse nutriente e todo excesso é eliminado. Para uma ingestão inteligente do nutriente, é necessário calcular qual o consumo feito em sua dieta normal e, a partir daí, avaliar a necessidade de suplementação.

(Fonte: Luciana Lancha, nutricionista do Physio Institute – São Paulo)