Gordura saturada não faz mal ao coração, aponta estudo

Atualizado em 20 de abril de 2016
Mais em Nutrição

Um estudo do Hospital Universitário de Croydon, em Londres, publicado no “British Medical Journal”, aponta que a gordura saturada não é o principal problema para as doenças no coração. Os cardiologistas responsáveis pela pesquisa afirmaram que o consumo de produtos com pouca gordura aumentou o risco de ter doenças cardiovasculares, ao contrário do que era dito.

No estudo, os pesquisadores notaram que as pessoas que consomem todo tipo de produtos desnatados pensando que são melhores para a saúde e que ajudarão a perder peso, não sabem que, na realidade, muitos deles contêm grandes quantidades de açúcares acrescentados.

Para que isto seja revertido, os especialistas aconselham que as pessoas tenham o conhecimento para diferenciar as chamadas “gorduras trans” (encontradas em fast food, manteiga e produtos de confeitaria), que são prejudiciais ao coração, e as gorduras saturadas, do leite, do queijo e da carne, que não são ruins para a saúde.

A recomendação dos especialistas para as pessoas com risco de sofrer doenças cardiovasculares é de que se alimentem com base na dieta mediterrânea, caracterizada pela presença de legumes, frutas, peixes, grãos, massas e azeite de oliva como principal fonte de gordura.