Alimentação: a chave para uma vida longa

Atualizado em 29 de março de 2018
Mais em Nutrição

Pesquisadores e cientistas do mundo inteiro trabalham para descobrir uma maneira de reduzir o número de mortes causadas por doenças crônicas como câncer, diabetes, doenças cardíacas e respiratórias. Mas e se parte da solução para uma vida longa estivesse simplesmente na alimentação? É o que defende um estudo feito pela Escola Pública de Saúde da Universidade de Harvard, e publicado na revista BMV Medicine.

Os pesquisadores concluíram que o consumo de 34g de grãos integrais para cada mil calorias ingeridas por dia reduz em 17% o risco de morte prematura por essas doenças, o que poderia fazer com que você tivesse vida longa. A pesquisa avaliou os hábitos alimentares de mais de 367 mil pessoas em oito Estados americanos em um período de 14 anos. Não foram levados em consideração, entretanto, fatores como índice de massa corporal e frequência de atividade física.

A ingestão dessa quantidade de cereais e fibras integrais foi associada a uma redução de 11% das doenças respiratórias, 48% dos casos de diabetes e uma diminuição de 15% no risco de câncer.

É preciso destacar, contudo, que a pesquisa foi desenvolvida em um estudo observatório e que, portanto, os efeitos não são garantidos. Apesar disso, a equipe acredita que os grãos integrais são capazes de proteger o organismo contra esses males devido sua ação anti-inflamatória.