Por que treinar com nadadeira?

Atualizado em 29 de janeiro de 2018
Mais em Treinamento

Você quer uma forma de melhorar a performance na natação? Comece a treinar com nadadeira. O acessório ajuda a desenvolver a técnica do nado, sendo uma ferramenta que trabalha a flexibilidade do tornozelo, melhora a posição do corpo na água, aumenta a velocidade e fortalece as pernas.

Entenda quais são os benefícios de incluir o acessório nos treinos.

1. Melhora a flexibilidade dos tornozelos
Os tornozelos funcionam como ganchos na natação, o que faz com que as pessoas percam eficiência no nado por eles puxarem as pernas para baixo. Por isso, é importante alongar os tornozelos, assim, eles formam uma linha reta com a perna. Com o uso dos pés de pato isso também é trabalhado, já que a carga extra do aumento da superfície que a nadadeira traz acaba alongando os tornozelos. E com o aumento da flexibilidade dessa região, a batida de perna fica mais eficiente.

 

 

2. Aumenta a aptidão física e o condicionamento cardiovascular
Embora a natação seja considerada um dos melhores exercícios aeróbicos, muitas pessoas se esquecem de usar as pernas com eficiência, região que conta com os maiores músculos do corpo. Quanto mais músculos são usados na atividade, maiores são os benefícios cardiovasculares. Por isso, ao usar os grandes músculos das pernas, você se beneficia com um treino mais forte e que queima mais calorias, aumentando o nível de aptidão na natação e sua velocidade. As nadadeiras, ao ajudarem o alongamento das pernas, aumentam também o trabalho do sistema cardiovascular e, como consequência, melhoram a aptidão física. Bater perna com nadadeiras é o mesmo que levantar pesos

3. Aprimora a posição do corpo
As nadadeiras acrescentam propulsão extra à braçada, o que aumenta a velocidade do nadador. Os bons nadadores deslizam horizontalmente à superfície da água, enquanto que os que não nadam bem arrastam as pernas em posição quase vertical, perdendo tempo no nado. Treinar com nadadeira também melhora esse aspecto na técnica da natação.

(Fonte: Kelly Licia, professora da Bio Ritmo)