Do Troféu José Finkel para o Mundial

Atualizado em 20 de abril de 2016
Mais em Notícias

O primeiro dia do Troféu José Finkel 2014 – principal torneio nacional de piscina curta (25 m) –, em Guaratinguetá (SP), garantiu dois recordes sul-americanos femininos e índices para o Mundial, em Doha. O maior destaque foi a nadadora Etiene Medeiros, que nas eliminatórias bateu o recorde sul-americano dos 100 m costas, com o tempo de 57s53. A marca quebrou o recorde anterior de Fabíola Molina (57s63), existente desde 2009, e ainda superou o índice para o Mundial de Piscina Curta de Doha (58s14), em dezembro.

leia-mais-cinza
icon texto_menor 16 ANOS DEPOIS: NOVO RECORDE NOS 200 M LIVRE 

Na final dos 100 m costas, a atleta garantiu o ouro com um tempo ligeiramente maior: 57s76. A prova masculina também teve tempo melhor do que o índice para o Mundial. Guilherme Guido registrou 50s50 nas eliminatórias e levou o ouro nas finais, com 50s49.

O outro recorde sul-americano foi no revezamento 4x50m livre feminino, com as equipes do Minas Tênis e do Sesi. O clube mineiro finalizou com a marca de 1min38s04, enquanto o Sesi terminou a prova com o tempo de 1min39s85. Apesar do feito, apenas a marca das paulistas será homologada, já que Frederike Heemskerk, nadadora do Minas, é holandesa.

Quem foi destaque também foi o campeão olímpico e mundial Cesar Cielo, que venceu no revezamento de 4x50m livre, ao lado de Felipe Martins, Fernando Souza da Silva e Ítalo Duarte. O ouro veio com a marca de 1min25s29. “Ficamos a apenas um centésimo do recorde (brasileiro), mas foi legal. Às vezes, uma troca melhor pode fazer a diferença, mas queríamos garantir a vitória sem nenhum imprevisto. Conseguimos manter a hegemonia. Colocamos na cabeça que este ano vamos ser o melhor revezamento do Brasil. Ganhamos o Maria Lenk, o Finkel, está tudo do jeito que estávamos imaginando nos treinos”, declarou Cielo.

A prova de 100m medley não faz parte do Troféu José Finkel, mas ela foi incluída para que os atletas pudessem tentar índice para o Mundial. Thiago Pereira (52s45) e Thiago Simon (53s07) conseguiram tempo melhor que os 53s14 classificatórios. Além disso, o tempo individual dos 200m livre colocou os dois revezamentos no Mundial de Doha. No feminino, Larissa Oliveira (1m56s54), Jessica Cavalheiro (1m56s79), Manuella Lyrio (1m56s99) e Giovanna Diamante (1m58s94) somaram 7m48s73, contra os 7m51s33 do tempo estipulado. Entre os homens, João de Lucca (1m43s19 das eliminatórias), Nicolas Oliveira (1m43s74), Gustavo Godoy (1m45s39) e Fernando Ernesto Santos (1m45s97) totalizaram 6m58s53, enquanto a marca a ser batida era 7m04s96.

(Fonte: CBDA – Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos)