Thiago Pereira bate recorde sul-americano no Rio

Atualizado em 25 de julho de 2016
Mais em Notícias

O primeiro dia de finais da etapa Rio do Circuito FINA/ARENA da Copa do Mundo de Natação, na manhã deste sábado (11) deu 28 medalhas (8 ouro, 10 prata e 10 bronze) ao Brasil e novo recorde sul-americano dos 100m medley em piscina curta para Thiago Pereira.

Thiago nadou os 400m (4m06s47) e os 100m medley (52s35) e conseguiu índice para o Mundial em Piscina Curta de Dubai em ambas.

Já nos 400m medley Thiago foi ouro em pódio todo verde e amarelo com Henrique Rodrigues (4m12s37) e Diogo Yabe (4m17s64). Além de analisar o desempenho, ele falou das lembranças dos Jogos Pan-Americanos Rio 2007 e da fase atual treinando nos Estados Unidos.

Cesar Cielo nadou os 100m livre em 47s16 e venceu a prova e com índice para o Mundial de Dubai (48s23). O alemão Steffen Driebler ficou poucos centésimos atrás (47s18), com o brasileiro André Daudt em terceiro (47s78), também com índice. Cielo, que nada neste domingo os 50m livre do mesmo estilo.

“A prova foi tranquila. Vacilei no início, mas consegui recuperar no final. Por isso foi apertada. Começar com o ouro é sempre bom e valeu pela medalha. Agora vou focar mais nos 50m livre. É sempre bom nadar em casa, dá uma energia extra”, disse Cielo.

O brasileiro Guilherme Guido fez 51s44 e ganhou os 100m costas numa disputa apertada com o americano Randall Bal (51s56). O também americano Peter Marshall, recordista da Copa do Mundo na prova, ficou com o terceiro posto (52s17).

Leonardo de Deus foi outro a conseguir o índice (1m54s48) ao vencer os 200m borboleta (1m53s78) deixando para trás o russo Nikolay Skvortsov (1m54s00) e o japonês Ryusuke Sakata (1m54s65).

No estilo costas feminino, a vencedora foi a japonesa Miyuki Takemura, com 27s12. Fabíola Molina ficou com a prata (27s47), mas com marca melhor que o índice para o Mundial de Dubai (27s55). O pódio foi completado pela holandesa recordista mundial dos 100m medley e 4x100m livre em piscina curta) Hinkelien Schureder, 27s57.

A velocista Tatiana Lemos Barbosa venceu os 200m livre (1m58s08). O pódio foi completado pela japonesa Sakiko Nakamura (1m59s43) e pela brasileira Manuella Lyrio (1m59s74). Joanna Maranhão (2m12s56), Fabíola Molina (2m15s24) e Larissa Cieslak (2m15s68) formaram o pódio dos 200m medley.

Poliana Okimoto, especialistas em maratonas aquáticas, dessa vez trocou o mar pela piscina e subiu ao pódio para ganhar o bronze nos 800m livre (8m32s88). A japonesa Sakiko Nakamura ganhou a prova (8m27s53), seguida pela argentina Cecília Biagioli (8m30s21).

A sueca Therese Alshammar, ganhadora de várias provas e edições da Copa do Mundo FINA/ Arena, venceu os 100m borboleta (57s04), com a brasileira Gabriella Silva (58s21, índice para Dubai) e a japonesa Nao Kobayashi em terceiro (58s77). Therese também ganhou os 50m livre, com 24s46. Flavia Delaroli, ao chegar em terceiro com 24s62, atingiu o índice (24s74).

O alemão Steffen Deibler, 22s49, venceu os 50m borboleta, disputa em que é recordista mundial e de campeonato, com 21s80. Nicholas Santos foi prata com 23s23 e conseguiu índice (23s27) para Dubai.

O ex-recordista mundial dos 50m peito, Felipe França Silva, conquistou o ouro com 26s56. O pódio foi todo brasileiro e com os três medalhistas com índice (27s20) para Dubai: prata para Henrique Barbosa, 26s79; e bronze para João Junior, 27s04. Mas somente dois atletas por prova podem ir ao Mundial. Ainda no estilo peito, Tales Cedeira, prata (2m05s61) e Henrique Barbosa, bronze (2m06s45) conquistaram índice nos 200m.