<p>Os atletas de remo do Brasil que estarão representando o país nas Olimpíadas aprovaram o local de competição dos Jogos, a raia olímpica de Shunyi, distrito da região metropolitana de Pequim. </p>
<p>

A dupla Camila de Carvalho e Carvalho e Luciana Granato também elogiaram o local. "A gente gostou muito da de Lucerna, onde treinamos antes de vir, mas aqui é um espetáculo", diz Camila.

"/>Foto:

Os atletas de remo do Brasil que estarão representando o país nas Olimpíadas aprovaram o local de competição dos Jogos, a raia olímpica de Shunyi, distrito da região metropolitana de Pequim.

"A raia é perfeita, leve e constante, melhor do que as raias de Sydney e Atenas. Para quem gosta de remo, dá a condição ideal", explicou Anderson Nocetti, representante brasileiro no single skiff pesado. Fabiana Beltrame, da prova do single skiff aberto, concorda: "Não tem marola, é sem ventania. O balizamento das raias é perfeito".

A dupla Camila de Carvalho e Carvalho e Luciana Granato também elogiaram o local. "A gente gostou muito da de Lucerna, onde treinamos antes de vir, mas aqui é um espetáculo", diz Camila.

Remadores brasileiros aprovam raia Olímpica de Pequim

Atualizado em 20 de abril de 2016
Mais em Mais Esportes

Os atletas de remo do Brasil que estarão representando o país nas Olimpíadas aprovaram o local de competição dos Jogos, a raia olímpica de Shunyi, distrito da região metropolitana de Pequim.

“A raia é perfeita, leve e constante, melhor do que as raias de Sydney e Atenas. Para quem gosta de remo, dá a condição ideal”, explicou Anderson Nocetti, representante brasileiro no single skiff pesado. Fabiana Beltrame, da prova do single skiff aberto, concorda: “Não tem marola, é sem ventania. O balizamento das raias é perfeito”.

A dupla Camila de Carvalho e Carvalho e Luciana Granato também elogiaram o local. “A gente gostou muito da de Lucerna, onde treinamos antes de vir, mas aqui é um espetáculo”, diz Camila.