Pilates para Idosos

Atualizado em 20 de abril de 2016
Mais em Mais Esportes

Por não exigir uma grande carga de exercícios, movimentar toda a estrutura do corpo e aumentar a flexibilidade, o Pilates vem sendo a atividade mais procurada por idosos. A Profª Drª Eliane Coutinho, mestre e doutora (PhD) em plasticidade muscular e membro da Pilates Method Alliance (PMA), nos Estados Unidos, explica que “o Pilates é um método de exercícios que tem duas principais indicações: melhora da performance (fitness) e tratamento/prevenções de disfunções motoras ósseas e musculares (reabilitação e qualidade de vida)”.

Para quem já passou dos 60, os principais pontos a serem trabalhados são o equilíbrio, a perda de massa muscular e óssea, e o alívio da dor. O Pilates tem importante função na prevenção da perda de fibras musculares. “Os exercícios de Pilates realizados em máxima contração, com conexão mente-músculo, são capazes de promover maior recrutamento muscular e consequentemente maior geração de força”, explica a Drª Eliane Coutinho.

Porém os praticantes devem tomar alguns cuidados, principalmente os idosos que apresentam osteoporose e hipercifose (corcunda), pois devem evitar o excesso de carga, pois o prejuízo pode ser maior do que os benefícios.