Queima calórica e trabalho muscular com o Power Jump

Atualizado em 20 de abril de 2016
Mais em Treinamento

Sucesso nas academias do Brasil, Argentina, Chile, México e Portugal há mais de 10 anos, o Power Jump é um treino cardiovascular que tonifica e fortalece os músculos dos membros inferiores. A atividade promete perda de 700 calorias por aula e, como é realizada em cima de uma superfície instável, também, melhora o equilíbrio corporal. E se você procura um treino completo e sem impacto, essa atividade é uma ótima pedida, pois o minitrampolim aliviará suas articulações.

A aula dura 55 minutos e é composta por nove músicas em uma ordem já determinada, que não pode ser alterada. A ideia é fazer o praticante suar a camisa e perder o máximo de calorias possíveis de um modo seguro.

Após o aquecimento, a intensidade aumenta de forma gradual. Os movimentos feitos no minitrampolim variam de aluno para aluno, para que ninguém faça o mesmo padrão de exercícios e ative todo o corpo. A aula termina com trabalho muscular para pernas e abdômen.

Como já foi dito, o Power Jump gira em torno do minitrampolim, que é base para exercícios como corrida com joelho baixo (ou alto), sprints, saltos com as pernas afastadas (ou juntas) e elevações de joelhos. A aula mescla atividades mais intensas, como a elevação de joelho para empurrar a lona com força, com movimentos de equilíbrio, onde o praticante mantém os pés fixos em cima da lona, sem saltar.

É possível praticar o Power Jump todos os dias, e os músculos mais trabalhados durante o treino são glúteos, parte da frente e de trás das coxas, panturrilha, abdômen e costas.

(Fonte: Leticia Klimas, professora da academia Bio Ritmo – São Paulo)