Para obter resultados, variar é preciso

Atualizado em 20 de abril de 2016
Mais em Treinamento

Variar os estímulos é importante para o corpo não se acostumar com ele. Isso acontece, porque, quando o organismo se “acomoda”, a tendência e gastar menos energia. Ocorre a mesma coisa na musculação, onde se aconselha períodos de quatro a, no máximo, oito semanas. Como o ideal é fazer, ao menos, 150 minutos de atividade aeróbica semanal, concentrar-se em apenas uma atividade é perigoso. No começo, pela empolgação, pode até parecer uma tarefa possível. Porém, o risco de cair na monotonia e largar os treinos é grande.

Há diversas opções: bicicletas ergométricas, bikes de spinning, esteiras, elípticos, steppers, trampolins etc. Afinal, um treino com uma modalidade nova é a abertura para outras experiências e, quem sabe, a escolha de um novo exercício favorito.

O banho de água fria nos exercícios repetidos tem várias possíveis soluções. Utilizar, no mesmo dia, diversos tipos de equipamentos é uma boa opção para quem pretende ter maior queima calórica. Por exemplo, fazer 15 minutos de cada aparelho (esteira, bike e transport) no treino é uma ótima escolha para criar mais resistência e deixar o corpo utilizar a gordura como fonte de energia.

Para quem não gosta de mesclar vários exercícios no mesmo dia, a solução seria adotar várias atividades ao longo da semana. É necessário buscar a ajuda de um profissional para que o mix de atividades não aumente as chances de lesões, já que pode haver um desgaste excessivo das fibras musculares, levando à fadiga excessiva. Uma forma de resolver este problema  é pegar mais leve no dia seguinte ao treino forte, fazendo uma espécie de recuperação.

(Fonte: Bruno Pereira, professor da academia Smart Fit – São Paulo)