É pior a carga elevada ou o exercício errado?

Atualizado em 20 de setembro de 2017
Mais em Treinamento

Fazer exercícios de força da maneira errada e aumentar as cargas, sem estar preparado para suportá-las, pode comprometer o trabalho muscular e, com isso, os resultados da atividade física. Mas, qual atitude traz mais risco de lesões? Na opinião de especialistas, a soma das duas aumenta essa chance. Veja como.

Realizar a tarefa de forma errada pode sobrecarregar as articulações, porque essas estruturas são as responsáveis diretas pela execução do movimento.

Aumentar excessivamente a carga, por sua vez, leva a uma compensação da alta intensidade, por meio da alteração do gesto esportivo (forma de fazer o exercício) e, consequentemente, do uso de outras estruturas, inclusive, as articulares, para “ajudar o músculo”. O resultado disso também pode ser a ocorrência das inflamações, como a tendinite e a bursite, e até de lesões mais sérias nas articulações submetidas ao esforço.

Além disso, usar pesos acima do limite pode diminuir a amplitude dos seus movimentos, ou seja, encurtá-los, o que também pode restringir sua extensão articular e, com isso, trazer complicações. Então, quando se deparar com uma dessas situações, busque orientação do professor, para realizar o exercício da maneira correta e com a intensidade adequada.

(Fonte: Guilherme Lacerda, especialista em fisiologia do exercício e personal trainer em São Paulo, David Homsi, fisioterapeuta esportivo da Adriano Bastos Assessoria Esportiva e Roberto Ranzini, ortopedista e médico do esporte em São Paulo )