Na mala: 7 equipamentos funcionais

Atualizado em 20 de setembro de 2016
Mais em Notícias

Se você é daqueles que, mesmo viajando de férias, não gosta de ficar parado, pois acredita que folga não é desculpa para descuidar do corpo e da saúde, que tal incluir na bagagem alguns equipamentos funcionais? Nessa hora, é preciso pensar quais são os itens mais práticos, que podem ser usados em qualquer lugar, e, claro, que não ocupem todo o espaço da sua mala.

Confira abaixo algumas opções de equipamentos funcionais que podem ser levados para onde você quiser e conheça os benefícios de cada um deles:

 

TRX
Item prático, compacto e completo, que trabalha todas as regiões do corpo. Seu uso é indicado para exercícios de força, resistência, equilíbrio e coordenação motora.

Mini Ball
Equipamento de fácil armazenamento na mala, uma vez que pode ser inflado e esvaziado, proporcionando mais espaço e pouco peso. O aparelho colabora no ganho de força, equilíbrio estático, além de resistência muscular. Dependendo do movimento, trabalha adutores, peitorais e glúteos.

Disc Sit
Um dos itens usados no Pilates e que promove grande ativação dos chamados proprioceptores, receptores encontrados mais internamente na musculatura. Trabalha isometria, força, equilíbrio estático e também a resistência muscular. Uma sugestão é apoiá-lo sobre o chão e fazer movimentos sobre ele com pés, braços ou musculatura lombar. Trabalha peitoral, membros inferiores, musculatura abdominal e lombar.

Mini Band
Promove variáveis de intensidade conforme seu uso e característica. Para trabalhar força, resistência e força isométrica, é possível utilizar o produto envolvido nos tornozelos, braços ou apoiado sob um dos pés e utilizando um dos braços para ativar abdutores, glúteos e musculatura abdominal.

Escada funcional
Fácil de ser alocada na mala por ser dobrável, trabalha agilidade, coordenação, equilíbrio e potência. Ao colocá-la no solo, o praticante precisa considerar uma sequência de movimentos coordenados no menor tempo possível aumentando sua dificuldade após o sucesso de cada passagem para trabalhar membros inferiores e superiores, dependendo do movimento a ser executado.

Corda
Indicada para trabalhar coordenação, queima calórica, agilidade e equilíbrio, além de membros inferiores e, principalmente, o core. É de fácil manuseio e ocupa pouco espaço na bagagem.

Chapéu chinês
Compacto e com grande grau de utilização para perda calórica, ele trabalha agilidade, coordenação, potência, velocidade de reação, core e membros inferiores. Devem ser posicionados em sequência pré-determinada no solo e utilizados passando por todos os discos ou por discos pré-determinados.

(Fonte: Damaris Dias, professora de educação física da Smart Fit)