Treinos de tiro: dores e delícias

Atualizado em 20 de agosto de 2014
Mais em Experts

Correr é apreciar a natureza, ver pessoas, conversar, sentir a beta-endorfina fluir no seu corpo… Após o treino, um pesinho nas pernas que te faz lembrar, ao longo do dia, do dever cumprido . Esse é o mundo ideal. Mas, há alguns anos, foi descoberto que treinos de tiro são excelentes para melhoria de performance e até servem de proteção muscular para atletas de longa distância.

Oras, eu decidi correr longas distâncias por que gosto de todas essas sensações (e de ficar bastante tempo me exercitando!). Mas não, tenho agora que sentir meu coração saltando da boca e o pulmão parecendo que vai explodir…  meus treinadores chamam de isso [os treinos de tiro] de “explosão”. E, se você faz o treino direito (e eu sempre faço), a dor é parecida com arrancar as unhas da mão. Ou, numa analogia mais adequada: é como entrar em uma piscina e ficar embaixo d´água por um minuto. Respirar por um minuto fora e entrar de novo. VOLUNTARIAMENTE!!

Bom, mas assim é. Comecei com este protocolo em fevereiro. Até agora, o resultado foi ter conseguido correr a melhor meia-maratona da minha vida. Isso, aos 45 anos. E espero ter um bom desempenho na Maratona de Amsterdã, em outubro.

Se vale a pena tanto sofrimento? Mesmo sem ter tendências masoquistas, digo tranquilamente que sim!