Minimalismo: uma categoria que não emplacou no Brasil

Atualizado em 20 de setembro de 2016
Mais em Corrida

Os modelos já são difíceis de serem encontrados por aqui. Algumas marcas que chegaram a comercializar modelos minimalistas (considerando drop zero) no Brasil – como Five Fingers, Mizuno, New Balance, Saucony e Skechers – pararam com o negócio.

A Five Fingers, que vendeu modelos como o Bikila, um dos mais conhecidos entre os corredores, desapareceu de cena por aqui. A Mizuno tinha dois modelos desta categoria: o EVO Cursoris e o EVO Levitas. O modelo praticamente durou somente uma coleção, tanto nos EUA quanto aqui no Brasil. A New Balance certamente foi a marca que por mais tempo comercializou os modelos conhecidos como “Minimus”. Os mais conhecidos dos corredores eram o Minimos 00 Road e o Hi-Rez. A Saucony, por sua vez, começou com o modelo Hattori (que em sua primeira edição era com velcro e, na segunda, passou a ter cadarço) e em seguida lançou o modelo Virrata. E por fim, a Skechers teve por algum tempo o modelo GoBionic. Estes modelos se mantiveram no mercado Brasileiro entre 2010 e 2014. A única marca que ainda tem seu modelo minimalista comercializado no Brasil é a Puma, com o Faas 100.

Mas por que os tênis minimalistas não despertaram o interesse da maioria dos corredores? É certo que muitos não gostam da sensação de estarem correndo descalços. Além disso, quando começou a divulgação destes modelos pelas marcas nos veículos especializados, alguns corredores acostumados com modelos com maior amortecimento e estrutura resolveram investir em um tênis minimalista. Assim, sem uma boa transição de um tênis para outro, acabaram se lesionando.

No mercado americano, as marcas esperavam uma maior demanda, o que não ocorreu. Alguns modelos que citei também pararam de ser comercializados por lá. Obviamente, os EUA tem um nicho de corredores que gostam de tênis minimalistas. Mas este número é muito pequeno para o tamanho do mercado e os milhares de corredores. Lá, sim, é possível encontrar algumas marcas que priorizam o desenvolvimento de modelos da categoria minimalismo do que os considerados ‘normais’, como Skora e Merrell, por exemplo.

Este é o mercado de tênis de corrida e suas peculiaridades. Bons treinos! 🙂