Frutose: você pode consumir na dieta?!

Atualizado em 14 de outubro de 2015
Mais em Experts

Estamos no mês de outubro e a loucura para perder peso já começou. Nesse período pré-verão vemos de tudo no consultório e, atualmente, o número de dietas com restrição de frutas (ou frutose) vem crescendo bastante nas academias. Mas você sabe se realmente faz bem deixar de comer frutas?

Antes mesmo de começar a falar em frutas, vamos às apresentações. O.k.? A frutose é um carboidrato que está presente em frutas e vegetais e o seu metabolismo também está associado às rotas metabólicas da glicose. Na década de 70, a indústria descobriu esse produto como um adoçante, sendo incluído em quase todos os produtos industrializados na forma de xarope de milho.

Tendo em vista o aumento da obesidade e o consume excessivo dos produtos industrializados e, por consequência, do xarope de milho, as pesquisas científicas têm demonstrado que a ingestão altera a resposta da insulina, assim como a liberação de hormônios diretamente ligados a obesidade. E, hoje, é sabido do risco do alto consumo de xarope com o desenvolvimento de diabetes.

Portanto, o problema não é a frutose da fruta e sim dos produtos industrializados. Não existe estudo científico que não recomenda o consumo de frutas. Sabemos que é nas frutas que vamos encontrar uma quantidade considerável de nutrientes antioxidantes e anti-inflamatórios. E que isso faz bem a nossa saúde como um todo.

O problema maior é que as pessoas devem modificar os seus hábitos alimentares e DEVEM SIM REDUZIR o máximo possível os industrializados. Assim como biscoitinhos, barras de cereais, cereais com açúcar. Você já parou para pensar quantas vezes na semana consome esses produtos?!

Caso você esteja em um projeto verão, quem sabe você não estende isso para um projeto de vida saudável e tenta retirar os industrializados de vez da sua dieta?! Mas talvez você se pergunte: eu pratico exercícios sempre e ele irá eliminar tudo isso. Pois bem, é aí que você se engana. É IMPOSSÍVEL COMPENSAR A MÁ ALIMENTAÇÃO COM EXERCÍCIOS. Produtos químicos não saem no suor. Lembre-se disso!