Alimentação x Rendimento Esportivo

Atualizado em 18 de agosto de 2014
Mais em Experts

A alimentação é um assunto discutido em muitas rodas… Fala-se dela em almoços com as amigas, na academia, no escritório, no grupo de corrida… Enfim, em todos os lugares. Os estudos, cada vez mais, tem relacionado a prevenção de doenças com a alimentação adequada e à melhora do rendimento no esporte. E muitos, mas muitos, acreditam que é só cuidar da alimentação pré e pós-treino e tudo numa boa. Mas você sabia que os danos estruturais do seu exercício aparecem 24, 48 ou 72 horas depois do treino?! Pois bem, pessoal, com isso eu quero dizer que para melhorar o seu desempenho nos treinos, devemos cuidar da alimentação.

Às vezes as pessoas iniciam na corrida para perder peso, mas com isso restringem muito a alimentação e não conseguem fazer uma recuperação muscular adequada. Nestes casos, é só o nutricionista solicitar alguns exames bioquímicos e ali a gente consegue ver que a recuperação não está legal. Esses exames devem ser solicitados sempre que possível pelo profissional que faz o seu acompanhamento. E quanto ao pessoal que está treinando para uma meia-maratona, maratona? Esses tem que cuidar muito mais… Basta ver uma foto de um músculo pré e pós maratona, para entender o que é dano muscular!!!

Mas o que fazer quando a gente inicia a atividade e busca um objetivo? Primeiro de tudo, é procurar um treinador/educador físico experiente para montar o seu treino. Depois, procurar um médico do esporte para ele te avaliar. Junto com isso, procurar um nutricionista. O maior erro de alguns esportistas é achar que sabe mais do que um especialista na área, que estuda às vezes mais de 4, 5 anos para poder planejar algo para você!

Aí vão algumas dicas para você melhorar a sua alimentação. Observe que são “dicas”, O.K.? Nem sempre o que se encaixa para um, vai se encaixar para o outro!

1) Alimente-se a cada três ou quatro horas;

2) Priorize incluir em cada refeição carboidratos, proteínas e gorduras;

3) Não restrinja as gorduras boas da sua alimentação. Lembre-se que todas as suas células possuem membrana celular e a membrana é feita do quê? De gordura, minha gente! Então, vamos incluir abacate, oleaginosas,  azeite, etc.;

4) Quanto mais colorida for sua alimentação, mais rica em antioxidantes ela será. Não utilize polivitamínicos ou grandes formulações antioxidantes, pois estudos tem nos mostrado que não existe muito benefício em suplementar, que o ideal é comer;

5) Coma COMIDA! Tenha de lanches ALIMENTOS FRESCOS! Bata um suco e leve para o trabalho, em lugar de ficar comendo bolachas light que te enganam a fme, e que tem um monte de gordura;

6) Baixa caloria não significa que aquele alimento é saudável. Ele pode ser cheio de gorduras trans ou cheio de adoçantes. Sim, esses produtos fazem mal! Estudos já estão nos mostrando que o adoçante é um vilão na mesa. Aliás, estou estudando isso no mestrado e daqui algumas colunas divulgo para vocês aqui os resultados.

Bom galera, espero que vocês tenham gostado das dicas!!!! Boa alimentação e bons treinos!!!!