Corrida de obstáculos: veja dicas de como começar

Atualizado em 03 de janeiro de 2018
Mais em Treinamento

Até corredores mais experientes e acostumados a variar o tipo de terreno perdem o fôlego com algumas barreiras da corrida de obstáculos. Não é para qualquer um correr e ainda ter de ultrapassar barreiras com diferentes graus de dificuldade, que têm lama, fogo, gelo e até pequenos choques elétricos.

CONFIRA O CALENDÁRIO BRAVUS RACE 2018

Nesse tipo de prova é preciso ficar atento às situações imprevisíveis que podem aparecer pelo caminho, já que a corrida de obstáculos exige preparos e cuidados específicos para que você corra em segurança.

As dicas a seguir ajudam quem tem vontade de se aventurar em uma corrida de obstáculos, mas desconhece o desafio.

1. Mantenha a calma na respiração
É claro que manter um padrão de respiração em uma corrida de obstáculos pode ser difícil, com tantas barreiras, subidas e descidas ao longo do caminho. Neste caso, você precisa permanecer em uma zona de esforço em que seus músculos consigam oxigênio suficiente para poder correr tranquilamente e ultrapassar os obstáculos com calma. Manter uma respiração relaxada e regular pode ajudá-lo a eliminar a tensão do corpo, o que também ajuda na economia de energia.

 

 

2. Alimente-se bem
Manter uma alimentação equilibrada e saudável é ideal para que o corpo tenha todos os nutrientes necessários para completar o treino ou a prova da corrida de obstáculos. Isso não significa que você deve se privar de delícias do cardápio, mas, sim, que precisa contar com uma variedade de comidas frescas, saudáveis e naturais para que se sinta satisfeito e com energia de sobra para este desafio.

3. Concentre-se e mantenha o foco
Quando você fica concentrado, seu ritmo fica ainda melhor. Além disso, manter o foco nos obstáculos a serem superados e pensar positivo são maneiras de manter-se motivado para ganhar desempenho durante a prova e os treinos.

4. Dê um tempo
Se você está se sentindo muito cansado, não hesite em diminuir o ritmo. Existe uma diferença muito grande em estar exausto e estar cansado. Portanto, se as barreiras estiverem exigindo muito de você, não tenha pressa. Corra no seu ritmo, pare e depois volte, até completar o seu treino ou prova.

(Fonte: Rogério Cardoso de Lima, treinador e professor de educação física na FIG-UNIMESP – São Paulo)