Especialista destaca importância de aliar força e mobilidade no crossfit

Atualizado em 16 de maio de 2017
Mais em Treinamento

Um dos motivos da ascensão do crossfit no mundo todo é sua dinâmica, que exige diversas habilidades físicas do corpo. Como o crossfit une ginástica, atletismo e levantamento de peso, força e mobilidade são essenciais para uma boa prática.

Mas qual a importância de dominar essas duas habilidades físicas? O traumatologista e coach Arivan Gomes, da Aldeia CrossFit, ressalta que força e mobilidade no crossfit são o “casamento perfeito”. “Não é à toa que a filosofia do CrossFit é o estímulo a todas as valências físicas possíveis”, comentou.

“Esses são os dois pilares para uma prática segura da modalidade. Aperfeiçoar a mobilidade no crossfit assegura a plenitude de movimento, diminuindo possíveis sobrecargas por compensação nas articulações, além de permitir uma melhor performance pela fluidez do movimento, com o mínimo de rigidez mecânica”, afirma Arivan Gomes.

 

 

O especialista lembra também que a força é base para a qualquer prática esportiva. “É a responsável maior para a estabilidade dos movimentos, o que mantém o alinhamento correto das estruturas articulares, distribuindo corretamente a sobrecarga dos exercícios sobre os músculos”.

É comum que atletas de outra modalidade passem a praticar crossfit e tragam com eles suas melhores habilidades. Praticantes de musculação, por exemplo, apresentam um nível alto de força, enquanto praticantes de ginástica mostram a mobilidade elevada. Segundo Arivan, é preciso saber que não trabalhar uma das duas valências pode ser prejudicial ao corpo.

“Qualquer um deles não sendo preenchido a probabilidade de uma lesão é iminente. O déficit de mobilidade é uma das principais causas de lesões. Por exemplo, uma diminuição na dorsiflexão do tornozelo pode ser a grande causa de lesões no joelho, quadril e coluna diante de agachamentos repetidos ou com carga. Além da dificuldade muito mais aumentada quando a mobilidade não estiver em dia”.

Para finalizar, Arivan Gomes reforça que a rotina de treinamentos deve ser sempre completa. “Força e mobilidade no crossfit constituem o casamento perfeito. Todas as habilidades têm sua importância e não podem ser negligenciadas na periodização de uma rotina de treinamentos”.