InstagramFoto: Instagram

Bella Lopes antes e depois: a evolução e suas inspirações no crossfit

Atualizado em 07 de abril de 2017
Mais em Notícias

Formada em direito, cursando pós-graduação e prestando concurso público. Para quem não conhece a vida de Bella Lopes antes do crossfit, jamais imaginaria a garota vivendo dentro de escritórios e fóruns. Hoje, a bela – não só no apelido – leva uma vida muito mais agitada, porém muito menos “séria”.

Atualmente, a jovem ganha a vida como “digital influencer” – dá dicas “lifestyle” no seu canal do Youtube e passa boa parte do dia atualizando suas redes sociais. Além disso, estuda Educação Física para se aperfeiçoar na vida fitness. Confira abaixo a entrevista exclusiva do WOD News com ela:

 

 

WOD News: Como e quando o crossfit apareceu na sua vida? Você estava em busca de alguma prática diferente ou foi incentivada por algum amigo?
Bella Lopes: Eu tinha acabado de me formar e mudei completamente minha rotina. Na busca de uma nova academia me deparei com o box de crossfit e, com incentivo de uma amiga, nos matriculamos. Foi ainda melhor com o incentivo dela, pois no começo do crossfit nos sentimos bobos por não saber os movimentos, a nomenclatura utilizada. Hoje ainda praticamos, porém ela em Brasília e eu na 3050 CrossFit, em São Paulo, e também pelo mundo, pois gosto muito de conhecer os boxes por aí.

WOD News: A fama do crossfit é: você ama ou você odeia. Por que é uma modalidade tão viciante e o número de praticantes só cresce?
Bella Lopes: Ela é desafiadora! E digo mais: você descobre muito sobre você, sua vida e capacidade. Esse é o maior motivo do crossfit ser uma modalidade tão apaixonante.

WOD News: Você é formada em Direito, cursa Educação Física e vem se especializando cada dia mais no crossfit. É possível sobreviver de crossfit no Brasil ou você ainda “depende” da sua primeira formação?
Bella Lopes: Hoje não atuo mais na minha primeira formação e não estudo para concursos. O crossfit se tornou minha profissão. Estudo Educação Física e trabalho com minhas redes sociais como digital influencer. Meu trabalho é direcionado para que haja ainda mais adeptos e que a modalidade cresça ainda mais. Prezo pelo profissionalismo no meio para que cada vez mais grandes marcas direcionem o olhar para a modalidade, praticantes e atletas.

WOD News: O que mudou para melhor na sua vida desde quando começou a praticar crossfit?
Bella Lopes: Tudo! Minha maneira de pensar, agir, mudei meu estilo de vida, mudei até de cidade e profissão.

WOD News: Hoje você é muito conhecida nas redes sociais e fora dela pela sua vida fitness, mas nem sempre foi assim. Conte pra gente um pouco sobre sua vida antes do crossfit.
Bella Lopes: Sempre fui ativa nos esportes. Quando criança nadei, pratiquei ginástica artística; na adolescência, entrei na academia e sempre andei de patins, corria e andava de bicicleta.

Em 2014, assim que me formei em Direito, mudei minha rotina de faculdade, trabalho e academia e fui para outro bairro me dedicar à pós e aos estudos para concurso público. Na busca por uma nova academia, me deparei com um box de crossfit no meio do caminho dessa minha nova rotina de estudos. Foi quando entrei para as três aulas experimentais e nunca mais saí. Foi amor à primeira vista. Em julho de 2014 me encantei pela modalidade e ela realmente transformou minha vida.

WOD News: Você sofreu algum preconceito por ser menina e estar desenvolvendo mais músculos do que antes? Isso já te incomodou um dia ou ter o corpo mais definido nunca foi um problema?
Bella Lopes: Sim. A maioria das mulheres, e falo isso por mim, não é acostumada a fazer treino dos membros superiores e foram eles que começaram a se desenvolver primeiro quando comecei a praticar crossfit.

Além do preconceito da minha família e de amigos, eu tive meu próprio preconceito por conta disso. No primeiro momento achei que ia ficar muito forte, talvez masculina, mas hoje aprendi a lidar com isso. Não me acho masculina ou muito forte. Pelo contrário, me acho forte por dentro, sou muito feliz com o estilo de vida e com o corpo que tenho.

Acredito que a mulher pode ter o corpo que quiser. Me inspiro muito nas atletas de crossfit como Carol Hobo, Vivi Aielo, Marcelle Klein, entre outras brasileiras que são incríveis. As atletas estrangeiras que mais me inspiram são Brooke Wells, Sarah Sigmundsdottir, Annie Thorisdottir. Resumindo: todas (risos).

WOD News: Pra manter o corpo em dia, a alimentação também precisa ser regrada. É tudo por sua conta ou você tem algum auxílio profissional?
Bella Lopes: Mudei muito minha alimentação e tive ajuda de nutricionista para me auxiliar em todas as dúvidas que tive e que ainda tenho. No momento não estou seguindo nenhuma dieta, mas pretendo começar uma em breve.

WOD News: Qual seu exercício preferido no crossfit? E qual aquele que você quer muito, mas ainda falta aprender? Tem algum que você odeia e reza para não cair no WOD?
Bella Lopes: Adoro double unders, meu movimento preferido, e gostaria de aprender handstand walking. Antigamente eu falava que “odiava” alguns exercícios. A primeira coisa que fiz foi retirar a palavra “odeio”, ou tentar usar pouco.

A segunda coisa que faço é praticar para ver se aprendo a gostar. Toes to bar (pé na barra) e Chest to bar (peito na barra) são movimentos que não sei realizar tão bem quanto eu gostaria, então me atrapalha bastante quando cai em algum WOD.

WOD News: O que você indica para quem está começando a praticar ou ainda tem algum receio em relação ao crossfit?
Bella Lopes: Brinco muito com as #DICASDABELL. A primeira que eu daria sobre crossfit é: paciência, porque você está iniciando algo novo e no começo vai parecer tudo muito difícil. Depois você vai se acostumar com os movimentos, nomes, treinos e pessoas.

Outra super dica é entrar no site da crossfit e olhar os boxes perto da sua casa e fazer uma aula experimental, tenho certeza que você achará um lugar que será sua segunda casa. E a terceira dica é convidar alguém para treinar junto com você – a companhia faz total diferença e nos motiva ir além. E, claro, as dicas sobre lifestyle e alimentação que passo nas minhas redes sociais.