4 mil corredores superam os limites da Bravus

Atualizado em 18 de abril de 2016
Mais em Notícias

O domingo (23) amanheceu cheio de energia e animação para os 4 mil corredores que foram testar seus limites na Bravus Race, prova de obstáculos que aconteceu no Jockey Club de São Paulo.

O circuito da prova, com 5 km de muita lama e 15 obstáculos projetados com diferentes graus de dificuldade, exigiu muita resistência física e mental dos participantes, que podiam participar sozinhos ou em equipes de cinco integrantes.

Como o caso do economista Júlio Mesquita, de 33 anos, que participou com quatro amigos e  aprovou o percurso da Bravus. “Foi animal. A prova é um estímulo a mais, principalmente para quem quer aprimorar os treinos de corrida e para quem gosta de se desafiar. O percurso foi muito bom, animou o meu domingo e não vejo a hora da próxima edição”, comemora Júlio.

“Para a prova, me preparei com base em uma matéria do site O2 Por Minuto. Subi muitas ladeiras e corri em trilhas, além de apostar na natação para melhorar meu condicionamento físico. Recomendo o treino – e a prova – a todos. Foi tudo muito gostoso. Meus amigos também aprovaram e estão loucos para participar no ano que vem”, enfatiza o economista.

leia-mais-cinza
ícone-texto PARTICIPOU DESTA PROVA? CONFIRA AQUI SEU RESULTADO

Outro que estava bastante animado com o próprio desempenho na prova foi Renato Albuquerque, de 29 anos, que usou a Bravus para encontrar mais motivação. “Eu adorei a prova, foi muito boa. É um momento onde você pode se jogar na lama, subir muros e se rastejar sem se importar com nada… só em se superar. E isso é motivador, pois não dá vontade de parar”, explica o corredor.

“Antes da Bravus, eu só corria em trilhas e no asfalto, mas sempre com um pensamento de que não conseguiria ir “mais além”. Depois de hoje, com toda a certeza, sou um homem muito mais realizado e com mais vontade de superar meus próprios limites e não ter mais pensamentos de que “eu não posso” ou “eu não consigo”. E isso é muito bom”, afirma Renato.

Já para a corredora Marisa Costa e Silva, de 25 anos, a prova foi essencial para complementar seu treino de crossfit e de corrida. “Eu amei a prova, já que estou acostumada a correr todos os dias e intercalar com os treinos de crossfit. Foi tão gostoso que nem vi o tempo passar. E a melhor parte foi poder me sentir bem e feliz no fim da prova”, comenta a bancária.

“Foi uma experiência ótima, que quero levar para todos os meus amigos e incentivá-los a participar. A prova, também, serviu como uma opção de condicionamento físico, para melhorar meu bem-estar e manter a saúde lá em cima. Estou muito contente!”, finaliza Marisa.

A próxima parada da Bravus Race será no dia 14 de dezembro, no Rio de Janeiro.

icone-video

 

icone-foto
[nggallery id=24]