Treinos para ter mais confiança na prova

Atualizado em 29 de abril de 2016
Mais em Treinamento

Além do simples fato de você não ver a hora de começar a correr, para saber o tempo que vai fazer ou se vai conseguir completar a prova, muitos motivos também podem influenciar na angústia que surge antes de competir. Entre eles, o tempo de experiência na corrida de rua, a preocupação com o nível dos competidores, o medo de ser o último a cruzar a linha de chegada, o receio de quebrar no meio do caminho ou a falta de confiança.

Mas, como fazer para driblar esses receios e chegar mais seguro à prova? Você deve treinar a cabeça. O corpo humano é controlado pelo cérebro. É ele que regula todas as funções e atividades que ocorrem com o seu organismo. Para essa importante função, ele é alimentado por dezenas de sensores que ficam distribuídos pelo corpo e auxiliam no seu equilíbrio geral. Mesmo com todo um sistema de informação alimentando o cérebro sobre o que acontece com você, esse órgão é tão poderoso que é capaz de manipular todas as reações do corpo. Por exemplo: alguém treinado pode, facilmente, manipular a cadência de sua frequência cardíaca, diminuindo-a. Mas isso só é possível porque ele tem controle de suas emoções.

Ter controle emocional e aprender a pensar positivamente leva o cérebro a ter atitudes positivas. E elas culminam na liberação de hormônios que trazem bem-estar, felicidade e a tão perseguida confiança. Por isso, para que você tenha sucesso sobre os seus medos e receios na corrida de rua, é importante ter sempre uma atitude mental positiva, o que pode ser treinado.

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  VÁ MAIS RÁPIDO E SE DÊ BEM NAS PROVAS
icon texto_menor  ÚLTIMA SEMANA ANTES DA PROVA DE 10 KM
icon texto_menor  9 DICAS PARA CONTROLAR A ANSIEDADE NA CORRIDA

É por isso que, em todo treino, deve haver espaço para a reflexão sobre o que se passa no corpo durante o esforço, assim como a avaliação de qual objetivo e quais sensações que você deve sentir ao realizar determinado tipo de treino. Isso o ajuda a lidar com a sensação de desconforto e estresse durante as passadas. E esse tipo de sensação sempre vai surgir, caso o seu objetivo seja a melhora do desempenho.

Que treino fazer?
Para evitar o medo de não terminar a prova ou de quebrar no meio do percurso, por exemplo, você pode realizar treinos voltados para o ritmo que espera alcançar na competição. Aprendendo a reconhecer o seu ritmo você conseguirá fazer com que ele continue inalterado no dia da prova. Treinar na cadência certa faz com que você inicie a prova sem a famosa queima de largada, quando os corredores saem num ritmo muito maior do que são capazes de manter por toda a prova.

Já se você quer lidar com a o receito de ser o último a passar pela linha de chegada, o aconselhável é estabelecer metas de performance bem claras. Com isso em mente, tanto faz a colocação que você terminar. O mais importante é atingir a meta de tempo estabelecida por você durante os treinos.

Outra boa estratégia para ganhar confiança é, sempre que possível, treinar no local da prova, já que, assim, você conhecerá o percurso e as chances de você sofrer com qualquer medo diminuem drasticamente. E faça, também, treinos mentais e de meditação, que são importantes para que você tenha a “cabeça no lugar” no dia da competição.

(Fonte: Rodrigo Weber, educador físico da Bodytech Indianópolis e técnico de atletismo do SESI-SP)