Benefícios de treinar embaixo d'água

Atualizado em 22 de dezembro de 2016
Mais em Treinamento

O atletismo, pai de todos os esportes, é praticado em sua maioria no asfalto. Mas muitos profissionais de saúde de elite recorrem a uma técnica para recuperar seus atletas que acabam sofrendo grande desgaste muscular: treinar embaixo d’água.

O espaço de treinamento é fundamental para o atleta. A água, como ambiente para se preparar e recuperar é o melhor cenário possível. Assim explica o doutor Wingyen Mac d0 Centro Médico Especializado OSI. “Certamente a água é um meio ótimo. É espetacular para reabilitação. Nos dá como benefício o fortalecimento muscular sem estar exposto as lesões”.

Segundo o especialista, uma sessão de 10 minutos em uma piscina se compara a fazer uma hora de exercícios fora dela. O ponto mais importante de treinar embaixo d’água é a exclusão do impacto. Ao não estar em contato com o asfalto, mas sim com a água, nossos ossos e articulações não sofrem nenhum tipo de risco. “A resistência presente na água exige mais do músculo”, diz.

Outro ponto favorável é o trabalho de todo o corpo em um mesmo movimento. Ao ter a água acima dos ombros o organismo inteiro trabalha simultaneamente, o que faz com que todos os músculos do corpo se exercitem de maneira equilibrada.

O ideal é alternar os treinamentos para que o corpo se mantenha constantemente em funcionamento e assim não se acostume a esse cenário. O recomendado, aponta o especialista, é treinar embaixo d’água por dois dias para cada um no asfalto.  Faça sessões de 40 a 50 minutos na piscina e o seu tempo habitual em solo firme.

Não se esqueça de aquecer, isso é vital. É igual no asfalto, sessões de 5 a 10 minutos de treinamentos prévios antes do exercício principal. Ao fim do treino na piscina, aproveite para nadar um pouco.

Esta matéria foi publicada no site Activo Perú