Top 10 dos erros mais comuns em corridas de 21 km

Atualizado em 19 de outubro de 2018
Mais em Treinamento

Você mudou sua alimentação, treinou semanas e mais semanas e vem alcançando bons resultados. Está muito empolgado e acredita estar preparado para encarar uma corrida de 21 km. No entanto, apenas isso pode não ser suficiente para alcançar seu objetivo em uma meia-maratona. Por quê? Veja alguns erros que podem se tornar mais uma barreira para seu desempenho em uma prova com distância desafiadora.

10 erros mais comuns em corridas de 21 km

1 – Aquecimento muito longo

A ansiedade pode fazer com que você comece a se aquecer muito tempo antes da largada. Mas entenda que qualquer alongamento maior do que dez minutos pode roubar uma preciosa energia para completar a prova.

2 – Largar em ritmo muito forte

Não pense em um ritmo muito forte na largada. Para muitos especialistas, é um dos erros mais graves em provas de longa distância. Você irá acumular ácido lático e acidose, gerando fadiga precocemente.

3 – Muito esforço na véspera

Nem pense em passeios com longas caminhadas, faxina, levantar peso e outras tarefas que exigem muito de você. Com certeza, isso deixará seu corpo cansado para prova.

4 – Descansar pouco

Noites bem dormidas às vésperas da corrida são fundamentais. Por isso, esqueça de balada ou saídas noturnas. Você precisa estar descansado para não sofrer com a falta do sono reparador e, assim, dar seu máximo na prova.

5 – Iniciar a prova desidratado

Muitos corredores não se hidratam bem no dia anterior e nem se preocupam com isso antes da largada. Mas iniciar hidratado é fundamental para o corpo ter maior capacidade de resfriar por meio do suor.

6 – Não saber o ritmo usando o cronômetro

É cada vez mais comum o uso de GPS pelos corredores. Com o uso dessa tecnologia, elas não conseguem sentir e dosar o ritmo a cada quilômetro. É comum o corredor fazer uma prova ruim porque o GPS estava descarregado ou quando o dia está nublado e o aparelho fica menos preciso. Por isso, é recomendado treinar sempre com cronômetro.

7 – Testar tênis novo só no dia da prova

Você precisar adaptado ao seu material de trabalho, o tênis. Por isso, não pense em testá-lo apenas no dia da prova. Você pode não se adaptar, sentir dores, ficar com bolhas e, com certeza, seu desempenho ficará abaixo do esperado.

8 – Testar suplemento ou gel no dia da prova

É fundamental testar o suplemento ou o gel dias antes da prova. Se fizer isso no dia da corrida, corre risco de passar mal ou sofrer por não estar adaptado.

9 – Não ter uma estratégia de prova pré-definida

Se tiver um treinador, converse com ele sobre isso. Caso não tenha, divida a prova em duas metades: os primeiros 10 km, onde você deverá fazer em um ritmo mais confortável e lento, e os últimos 11 km com uma velocidade mais rápida e intensa.

10 – Ir no ‘embalo’ de outros corredores

Não pense em quer acompanhar outros que, pela aparência, julgam ser mais lentos. Você não conhece a pessoa, seu potencial genético ou o histórico de treinamento. Faça o seu ritmo, trace a sua estratégia e, acima de tudo, não se preocupe com os demais atletas.

(Fonte: Renato Dutra, diretor técnico da Run & Fun.)