Os cuidados do atleta durante o final de semana

Atualizado em 20 de dezembro de 2017
Mais em Treinamento

A prática de exercícios físicos fica mais intensa durante o final de semana, momento em que os parques recebem mais visitantes e as ciclofaixas são ativadas. E há alguns cuidados a serem tomados antes, durante e depois daquela corridinha ou pedalada. Para evitar traumas durante essas e outras atividades parecidas, o atleta deve estar atento a diversos fatores, como o uso do calçado adequado e irregularidades do solo.

Entorses, ou lesões que forçam os ligamentos, são os traumas mais comuns. Eles podem ser classificados em vários graus e são seguidos por lesões musculares, causadas por esforços além do que o organismo pode realizar.

Para amenizar os sintomas das entorses, pode ser usado o tratamento com baixas temperaturas (em geral o gelo), que visa diminuir os sinais inflamatórios. O melhor momento para sua aplicação é logo após o trauma. Outra técnica é a termoterapia, método que utiliza o calor para diminuir a contratura muscular e permitir a recuperação da função de uma maneira mais rápida.

Outras partes do corpo recebem bastante impacto durante os exercícios e merecem cuidados, como é o caso do joelho. Por ser uma articulação “tipo dobradiça”, ou seja, só tem movimento em um eixo, as lesões nesta região são mais frequentes. Qualquer esforço fora da direção do movimento pode causar lesões nos componentes da articulação, principalmente ligamentos, meniscos, cartilagem e, até mesmo, na parte óssea.

Para não prejudicar o joelho, é necessário alongar e fortalecer a articulação, além de usar o corpo com bom senso para evitar sobrecarga. Essa preparação leva tempo, e qualquer lesão tira o condicionamento rapidamente. Para quem está começando, o condicionamento é fundamental para melhorar o rendimento e evitar problemas ortopédicos.

Após o treino, as possibilidades de lesão são mais raras, mas a maneira correta de finalizar sua série é desaquecer o organismo aos poucos e fazer o alongamento.

(Fonte: José Hungria, traumatologista do hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo)