Livre-se da sobrecarga no joelho

Atualizado em 21 de dezembro de 2017
Mais em Treinamento

Não tem como negar que o joelho sofre. Maior articulação do corpo humano, além de sustentar todo o seu peso, ele ainda absorve a energia cinética gerada pelo contato dos membros inferiores com o solo, assim como acontece na corrida passada após passada.

Durante o esporte, o impacto sofrido por essa parte do corpo chega a ser duas vezes maior do que o seu peso corporal. É por isso, inclusive, que é tão importante a avaliação do seu tipo de pisada, das alterações anatômicas do joelho e de problemas oriundos dos quadris. Como nenhuma articulação trabalha sozinha, esses fatores contribuem para que não haja sobrecarga no joelho.

Mas o que causa a sobrecarga?
Os responsáveis pela sobrecarga no joelho são os aumentos repentinos na intensidade e no volume de treinamento daqueles que já correm, mas que querem melhorar seus resultados de maneira rápida. Nos iniciantes, este problema pode acontecer, principalmente, quando eles começam a atividade de maneira abrupta, sem o preparo físico adequado ou sem consultar médicos e especialistas.

Quando há a sobrecarga você pode sofrer com dores antes ou depois do treino. Às vezes pode sentir até o seu joelho inchar. Isso porque diferentes estruturas podem ser lesadas e os sintomas podem aparecer com outros nomes, bem como tendinites, bursites ou, por exemplo, como a síndrome do atrito íleotibial.

leia-mais-cinza
icon texto_menor PARA ALIVIAR O JOELHO, FORTALEÇA O QUADRIL
icon texto_menor DOR NO JOELHO? PODE SER O MENISCO
icon texto_menor 3 IMPORTANTES MITOS SOBRE OS JOELHOS

Como prevenir?
Dor é sinal de que algo está errado. Se você estiver com sobrecarga nos joelhos, algumas estratégias poderão ajudá-lo:

1 – Mantenha o peso ideal: estar acima do peso sobrecarrega todas as articulações do corpo, especialmente a dos joelhos. Procure um especialista ou siga algumas dicas de nutrição para que você consiga eliminar alguns quilinhos que podem ajudar a acabar com a dor.

2 – Compre tênis corretos: use o drop mais baixo possível. Drops mais altos jogam o corpo para frente e sobrecarregam os joelhos. Se tiver tendência à pronação, compre um pisante que tenha dispositivos antipronação ou material de alta densidade na parte interna, assim como amortecedor na parte interna da sola. Você pode consultar alguns modelos em nosso Guia de Produtos.

3 – Troque o tipo de terreno: alternar o tipo de piso por onde você corre pode ser favorável para evitar a sobrecarga. Correr muito tempo somente em superfícies duras, como o concreto ou o asfalto, também podem aumentar a trepidação que os joelhos sofrem. Se possível, corra ou caminhe sobre uma superfície mais macia, como uma trilha ou uma pista de corrida.

4 – Mescle exercícios: movimentos repetitivos fortalecem alguns músculos enquanto permitem que outros se enfraqueçam. Por isso, combine corrida com ciclismo, natação, aeróbio, treinamento com pesos ou quaisquer outras atividades de que goste.

(Fonte: Fúlvio Bertolli, médico do esporte e especialista em lesões pela UNIMESP – São Paulo)