Joelho em X aumenta o risco de lesões

Atualizado em 21 de dezembro de 2017
Mais em Treinamento

Um dos principais problemas que afetam os corredores são as temíveis lesões no joelho. As causas podem ser inúmeras, porém, entre as corredoras, a culpa pode estar no mau alinhamento das pernas. Duas vezes mais comum entre as mulheres, o geno valgo ou joelho em X é um tipo de desvio caracterizado pela aproximação dos joelhos e o afastamento dos pés.

O ortopedista Lafayette Lage explica que o problema afeta os meniscos, que são estruturas fibrocartilaginosas que servem para diminuir o impacto do fêmur sob a tíbia e, assim, evitar o desgaste e estabilizar o joelho. “Quando existe essa falta de alinhamento nas pernas, o eixo mecânico força mais o lado de fora do joelho, sobrecarregando o menisco lateral até que ele se rompa”. Entre os fatores que podem agravar o quadro estão o excesso de peso e a musculatura fraca.

Segundo o especialista, o correto seria este eixo originar no centro da cabeça do fêmur, passar aproximadamente no meio do joelho e terminar exatamente no meio do tornozelo. Quem, entretanto, possui joelho em X deve procurar corrigir o problema antes de começar a treinar. “Praticar exercícios físicos, principalmente corridas, por longos períodos ou por grandes distâncias pode sobrecarregar a articulação e provocar tendinites, artroses e desgaste da cartilagem”, alerta.

Nos casos em que o joelho em X não é muito acentuado, o tratamento pode ser feito com palmilhas e sandálias sob medida. Entretanto, quando o geno valgo é muito grande pode ser necessário cirurgia de correção. “O pós operatório é lento, porém esta cirurgia, quando for indicada pelo especialista, não deve ser adiada devido ao risco de ultrapassar o tempo ideal e o resultado não ser satisfatório. Depois, somente uma prótese de joelho pode resolver”.

(Fonte: Lafayette Lage, médico ortopedista e traumatologista, especialista em medicina do esporte e cirurgia do quadril para atletas)