Está sol? Não há razão para deixar de treinar

Atualizado em 20 de dezembro de 2017
Mais em Treinamento

Com a chegada da estação mais quente do ano é preciso tomar ainda mais cuidado para não ter problemas com a pele. Como os raios solares ficam mais intensos e a transpiração acentuada facilita os danos na pele por remover rapidamente os filtros solares, é preciso caprichar na proteção para não ficar com manchas pelo corpo.

Elas se dividem, basicamente, em dois grandes grupos: as melanoses e o melasma, esse último mais comum entre as mulheres por conta dos desbalanços hormonais. Além disso, quando você não se protege está sujeito ao câncer de pele.

Por isso, o uso de protetor solar na hora das corridas no parque, na praia ou em qualquer lugar aberto é fundamental para proteger a pele. E não se arrisque. O sol do meio-dia, por exemplo, é péssimo para treinar, pois esse é o horário de maior incidência da radiação ultravioleta, sendo o mais perigoso para a pele. Prefira correr de manhã ou depois das 17h.

leia-mais-cinza
icon texto_menor  APRENDA A PROTEGER SUA PELE NOS TREINOS AO AR LIVRE
icon texto_menor  COLÁGENO, UM ALIADO DO CORREDOR
icon texto_menor  ESTUDO: WHEY PROTEIN PODE FAZER MAL À PELE

Mais: para correr em segurança, de uma em uma hora reaplique o protetor, já que o suor pode fazer com que o filtro saia mais facilmente. Quanto ao fator de proteção, em geral, o 30 é suficiente, mas, em casos específicos, como quem tem doenças cultâneas que podem ser agravadas pelo sol, o 50 é mais recomendado. E não se esqueça de passá-lo de maneira uniforme em todas as áreas expostas, inclusive orelhas e nuca. Além disso, use protetores labiais com proteção solar.

Não aposte apenas no protetor
Apenas o uso do protetor não é suficiente para se prevenir. Segundo estudo da revista Nature, o filtro solar não oferece proteção completa contra os efeitos nocivos dos raios ultravioleta (UV). Isso porque a proteção da pele se dá por barreiras físicas.

Assim, use, também, camisetas, bonés, chapéus e viseiras que sejam produzidos com tecidos que oferecem proteção contra os raios solares. Dessa forma você estará ainda mais protegido para os seus treinos ao ar livre.

(Fonte: Jorge Librelotto, médico especialista em dermatologia, pós-graduação em medicina estética e responsável pela Onodera Estética de Florianópolis)