É hora de apostar na fase de polimento

Atualizado em 29 de abril de 2016
Mais em Treinamento

Você está, há meses, se preparando para uma prova, variando a intensidade do treino de corrida de rua de acordo com o seu plano de treinamento e o seu objetivo. São várias semanas de treino forte e intenso, que exigem muito do seu corpo e da sua mente, para que você consiga evoluir no condicionamento físico e, consequentemente, ter um melhor desempenho na competição.

Antes da prova, porém, é preciso diminuir a carga de treinos e aumentar o tempo de descanso para se poupar, visando otimizar sua performance no dia da corrida. Pode parecer estranho, mas essa etapa da preparação é conhecida como período de polimento e é muito importante para que você voe baixo nas ruas.

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  COMO PROJETAR SEUS TEMPOS DE CORRIDA?
icon texto_menor  COMO SABER SE VOCÊ TREINA ALÉM DA CONTA?
icon texto_menor  5 EXERCÍCIOS PARA TER UM CORPO MAIS FORTE

Este período é tão importante que pesquisa publicada no International Journal of Sports Medicine, que analisou mais de 50 estudos científicos sobre o assunto, descobriu que o polimento propicia a melhora da performance, entre 2% e 8%, quando realizada de forma correta antes da competição.

Indicado para todos os níveis de corredores, dos iniciantes aos avançados, o polimento, geralmente, acontece de duas a quatro semanas antes da competição. É claro que ele varia de acordo com a intensidade do treinamento e a distância para qual você está se preparando, mas corredores amadores precisam desse tempo, para que o corpo chegue tinindo à prova.

Ele é como um ajuste fino, para que você tenha performance máxima no momento da prova. Isso, porque é uma forma de evitar excessos, quando se fala em sobrecargas nos treinos. De nada adianta você fazer treinos superpuxados até a véspera da prova, pois seu corpo precisa estar recuperado e descansado para correr bem.

Isso não significa, entretanto, que você deve ficar parado nesse último mês. O indicado, aliás, é que você diminua o volume de treino em 30 a 40% nesse período de polimento. E a redução deve ser gradual, devendo estar entre 5% e 15%, a cada semana, para não haver choque para o corpo. Diminua tanto o volume dos treinos mais longos, quanto os intervalos da corrida.

A intensidade, no entanto, não deve ser alterada, pois ela não interfere na sua recuperação e faz com que você chegue à prova com melhor condicionamento aeróbico.

(Fonte: Eduardo Netto, diretor técnico do Grupo Bodytech – Rio de Janeiro)