Dica do especialista: como melhorar o condicionamento físico

Atualizado em 14 de setembro de 2018
Mais em Treinamento

Ter um bom condicionamento físico é fundamental para um corredor – desde o iniciante, até o mais avançado. Sem um bom preparo, dificilmente o atleta consegue completar bem uma prova. “É importante sair da zona de conforto nos treinos para que as corridas sejam tranquilas”, afirma Rodrigo Lobo, diretor técnico da Lobo Assessoria Esportiva, de São Bernardo do Campo (SP). Confira como melhorar o condicionamento físico:

Treinamentos para ganhar condicionamento

Segundo Lobo, “os treinos mais indicados são aqueles com estímulo contínuo e intervalado – mesclando caminhadas, corrida em ritmos leve e moderado”. O treinador lembra que é importante respeitar a evolução gradual do volume (distância) e intensidade (velocidade). “Assim, o atleta se preservará de lesões e da desmotivação por excesso de treinos”, afirma. Para iniciantes, ele sugere intercalar caminhadas e corridas leves até que o corpo esteja preparado para correr.

Confira um treino para perder gordura e ganhar condicionamento:

Quando incluir esse tipo de treino?

Desde os primeiros passos de um corredor, é importante que ele melhore seu condicionamento físico. “Independente do objetivo do atleta, sem um bom preparo, sua meta dificilmente será atingida”, comenta. “Por isso, é fundamental que logo no início dos treinos, o corredor opte por essas rotinas.”

Quantas vezes por semana?

Esses treinamentos podem ser feitos até três vezes por semana. “O atleta pode intercalar com trabalhos de musculação ou outros esportes, como natação e ciclismo. Dessa forma, a prática de alguma atividade aconteceria, pelo menos, cinco vezes semanalmente, com um ou dois dias de descanso, também fundamental.” Esses complementos também ajudam no ganho de condicionamento.

Respeite seu limite

Aumentar de forma exagerada o volume ou a intensidade dos treinos pode causar lesões e desestimular o atleta. “O corredor deve respeitar seus limites. Para isso, pode procurar a ajuda de profissionais de educação física para orientar os treinamentos de maneira segura”, diz.