Correr sozinho, com um amigo ou em grupo?

Atualizado em 03 de agosto de 2017
Mais em Iniciantes

O que você prefere: correr sozinho, com um amigo ou em grupo? Cada atleta tem a sua preferência, mas todas as atividades podem ser importantes para o ganho de performance e a motivação. Vale a pena revezar e curtir um pouco de cada. 

Veja os benefícios de cada um desses treinos:

Correr sozinho

Exige mais força psicológica, disciplina e pró-atividade da pessoa. Apenas você poderá colocar o ritmo no treino. Ou seja, não precisará esperar um amigo que está lento ou se desgastar muito atrás do companheiro mais veloz. Quanto mais desempenho o corredor procura, mais vezes ele deverá treinar sozinho.

Correr com um amigo

O incentivo é o que mais conta no treino com um colega. Quando parece que não vai dar mais, os gritos de apoio do colega podem ajudar – e muito – na superação dos limites. A recíproca é verdadeira. Auxiliar um parceiro de esporte também é importante. O ritmo poderá ser imposto por qualquer um e, claro, pode ser variado para que continuem a correr juntos, sem deixar ninguém para trás.

Correr em grupo

Além do incentivo – que será de muitos outros atletas – vale para conhecer mais gente apaixonada pelo esporte. A troca de informações entre os componentes do grupo pode ajudar, principalmente, corredores iniciantes. Geralmente, o ritmo é imposto por algum atleta mais experiente para que todos mantenham a mesma intensidade sem se cansar.

Fonte: Diego Lopez, diretor técnico da assessoria esportiva Trilopez, de São Paulo