Volte aos treinos depois da maratona

Atualizado em 29 de abril de 2016
Mais em Performance

Você treinou meses para correr uma maratona, completou a prova, mas agora não sabe como voltar aos treinos, visto que a intensidade da corrida não deve ser mais a mesma, para que você não sofra com lesões.

Muitos corredores chegam, até, a ficar longos períodos sem treinar por conta do extremo esforço para percorrer os 42 km, o que é um erro, pois para alcançar uma perfeita recuperação é necessário a combinação de dieta balanceada e do descanso ativo.

A maratona está entre as modalidades esportivas mais exigentes em termos de desgastes muscular, fisiológico e, até mesmo, psicológico. Por essas características, o período de recuperação deve ser tão importante quanto o período de preparação, devido ao alto consumo de oxigênio gerado pelo organismo durante os 42 km e ao alto nível de radicais livres formados e liberados no organismo.

leia-mais-cinza
icon texto_menor  COMO SE ALIMENTAR DEPOIS DA MARATONA
icon texto_menor  2 MANERIAS DE MELHORAR O TEMPO NOS 42 KM
icon texto_menor  6 ERROS COMUNS NO DIA DA MARATONA

É claro que o corpo possui sistemas antioxidantes responsáveis por eliminar os tais radicais livres, porém, quando os níveis são elevados, além do que o corpo é capaz de suprimir, diversos problemas podem acontecer, entre eles o aumento de peso e as lesões. Por isso, quanto melhor o seu nível de condicionamento físico, menor será a produção de radicais livres e maior será sua facilidade em eliminá-los.

O que fazer?
A melhor maneira de adaptar o organismo para essa situação é aumentar o volume e a intensidade dos treinos, depois da prova, de forma gradativa. Não exclua de sua rotina a prática de atividade física, mas sim, readéque-a de acordo com o seu período de recuperação, reduzindo significativamente sua intensidade e sua duração.

Também é importante que neste período você procure fazer atividades diferentes da corrida, como natação, ciclismo, caminhada ou qualquer outra modalidade que o agrade. O importante é se manter em movimento, evitando um ganho de peso desnecessário e a perda do condicionamento físico.

Em um segundo momento, você pode incluir em suas sessões de treinamento períodos curtos de corrida leve, aumentando gradativamente o treinamento de acordo com a resposta do seu corpo. Lembre-se de que o período de recuperação de uma maratona deve ser de, aproximadamente, 30 dias.

(Fontes: Maria Fernanda Barca, especialista em endocrinologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), e Luana Fonseca, professora no Grupo Pão de Açúcar e personal trainer)