Arrase na Meia-maratona do Rio

Atualizado em 29 de abril de 2016
Mais em Treinamento

No próximo domingo (30 de agosto), milhares de corredores vão disputar a edição 2015 da  Meia-maratona do Rio de Janeiro. Tida como uma das melhores provas para ser disputada entre os corredores amadores, a largada dos 21 km acontece na Praia de São Conrado com chegada no Aterro do Flamengo, passando pela orla carioca e exibindo um dos visuais mais bonitos dos 21 km reconhecidos internacionalmente.

Se você estará entre os apaixonados por passadas que participarão da Meia-maratona do Rio no fim de semana, algumas estratégias podem ser colocadas em prática para que você tenha um bom rendimento nos 21 km.

– Arrume todo material que for usar na prova um dia antes do evento. Não corra o risco de esquecer nada (chip, número de peito, boné…) que possa comprometer a sua corrida.

– Alimente-se de 1h30 a 2 horas antes da prova. Dê preferência aos carboidratos, que são responsáveis pelo ganho de energia na corrida.

– Use roupas apropriadas para correr e que não aumentem a sensação de calor. Dê preferência àquelas que facilitam a refrigeração do corpo.

– Não tente estrear um tênis novo no dia da prova. Procure usar aquele pisante que você já está acostumado. O mais confortável para os seus pés.

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  FAÇA A SUA MELHOR MEIA-MARATONA
icon texto_menor  COMPLETE SUA PRIMEIRA MEIA-MARATONA

– Aqueça as articulações antes da corrida. Enfatize os exercícios para as pernas. Alongue, também, toda a musculatura, principalmente os músculos dos membros inferiores.

– Hidrate-se durante todo o percurso. Não espere sentir sede para beber água. Haverá diversos postos de água e isotônico pelo trajeto para que você não corra o risco de desidratar.

– Procure chegar cedo para se posicionar bem na largada. Logo depois dos primeiros metros vem a subida da Niemeyer. Por isso, se você se posicionar num pelotão mais lento isso pode lhe atrasar muito.

– Não tente tirar na descida o tempo perdido na subida. Isso porque o impacto articular da corrida em descida é significativamente maior, o que aumenta o risco de lesão. Você não pode nem pensar em se machucar e ter de abandonar a prova no meio do caminho.

– Concentre-se em cada quilômetro de sua corrida, sobretudo na curva do Morro da Viúva (perto do quilômetro 14). Passada essa etapa, é possível avistar a linha de chegada à sua frente, do outro lado da pista. Mantenha a calma, pois ainda faltarão entre 6 km e 7 km a serem percorridos. Esse é o ponto de maior exigência psicológica, sobretudo para os corredores que estão na sua primeira meia-maratona.

(Fonte: Guto Ferrari, coordenador de running da Academia Velox Fitness, no Rio de Janeiro)