3 dicas para ser mais veloz na meia maratona

Atualizado em 20 de setembro de 2016
Mais em Treinamento

O corredor que já está acostumado aos 21 km e almeja um melhor rendimento na distância, buscando ganhar velocidade, enfrenta o desafio de ajustar o novo volume de treino com esse objetivo. Por isso, o treinador Lucas Santos, da Lobo Assessoria Esportiva, listou algumas dicas que irão facilitar esse caminho.

Equilíbrio no treino
O treino para quem busca velocidade na meia maratona tem o acréscimo de mais tiros em meio aos famosos longões. É preciso saber equilibrar os dois tipos de exercício.

Os treinos de tiro em alta intensidade elevam a acidez, e é só a maior repetição desses treinos que fará o corpo se adaptar a esse fenômeno. “Isso irá melhorar a capacidade de tamponamento no músculo e no sangue, o que ajudará a diminuir o problema da acidez”, explica o treinador.

Lucas Santos ainda ressalta que essas adaptações resultarão na melhora do tempo em outras distâncias, como por exemplo nos 10 km. Consequentemente, isso contribuirá para a meia maratona, já que o corredor fará a metade da prova mais rapidamente que o habitual.

Postura
Uma das formas de melhorar a corrida como um todo e, consequentemente, ganhar mais velocidade é acertar a postura. “Para aumentar a velocidade será preciso adotar uma postura mais ereta. Isso facilita a perna a girar mais e a deslocar o tronco para frente, o que dará mais velocidade”, diz o treinador.

Terreno
Os melhores lugares para o treino de velocidade são os planos. “Fazer tiros muitos intensos em terrenos esburacados ou inclinados lateralmente (ex: perto da guia) pode facilitar as chances de torção ou o aumento de sobrecarga em uma das pernas”, alerta Lucas Santos.

Uma das possibilidades mais seguras é treinar em pista de atletismo. O corredor não irá se preocupar com buracos, inclinações ou empecilhos que são comuns nas ruas. Caso seja inviável o treino em pista, o ideal é procurar um local que seja o mais plano e tranquilo possível.