Com doping de Carter, Usain Bolt perde ouro de Pequim

Atualizado em 30 de maio de 2017
Mais em Notícias

A coleção de nove medalhas douradas em Olimpíadas de Usain Bolt ficou um pouco menor nesta quarta-feira. Ao mesmo tempo, a quantidade de medalhas do Brasil nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, cresceu. Isso porque o Comitê Olímpico Internacional (COI) confirmou neste dia 25 a punição por doping a Nesta Carter, velocista que compunha o time jamaicano que disputou o 4 x 100 m na capital chinesa.

Carter, acusado pelo uso da substância metilhexaneamina, foi um dos dezenas de atletas punidos nos últimos meses pelo COI após reanálise de coletas de sangue e de urina tanto nos Jogos de Pequim quanto nos de Londres, em 2012. Com a punição, o time liderado por Usain Bolt, que na ocasião bateu o recorde mundial da modalidade (37s10), perdeu sua medalha e o ouro acabou ficando com a equipe de Trinad e Tobago, com 38s26.

Mas a notícia tem seu lado bom. Pelo menos para os brasileiros. Com a desclassificação da Jamaica, o time nacional na prova, composto pelos atletas Vicente Lenílson, Sandro Viana, Bruno Lins e José Carlos Moreira, acabou herdando a medalha de bronze. Assim, a equipe que representou o Brasil nos Jogos de 2008 soma agora 16 medalhas, das quais 3 de ouro, 4 de prata e 9 de bronze.