Reserva de energia

Atualizado em 28 de abril de 2016
Mais em Performance

A supercompensação funciona?
Sim! A ideia é o atleta iniciar a prova com uma reserva de carboidratos maior que a habitual. Esse estoque de energia ocorre em forma de glicogênio nos músculos e no fígado.

Qual é a vantagem?
Retardar o início da fadiga, fundamental em provas longas.

Ela também pode atrapalhar?
Sim, pois gera um ganho de peso de 1 a 2 kg devido à retenção hídrica. Mas os benefícios são maiores.

Como a técnica funciona?
Após três dias de dieta moderada em carboidratos e intensidade nos treinos, ocorre uma depleção das reservas de glicogênio. Após esse período, ao aumentar a ingestão de carboidratos em conjunto com o período de descanso pré-prova, o atleta consegue iniciar a corrida com altos níveis de glicogênio, ou seja, com uma reserva de energia maior.