Tecnologia: produtos para corredores que vão além do GPS

Atualizado em 27 de abril de 2016
Mais em Papo de Corrida

Você faz parte do mundo hi-tec? Não pode ver uma novidade para corredores que quer experimentar? Foi-se o tempo em que os GPS eram o máximo da tecnologia aplicada à corrida. Hoje, quase tudo é pensado para melhorar o rendimento. Tecidos inteligentes, produtos mais leves e construções diferenciadas para beneficiar as passadas são, apenas, algumas amostras dessas tecnologias que visam melhorar a performance.

Com isso em mente, listamos algumas tecnologias que vão além dos já badalados GPS, mas que são tão eficientes quanto eles. Faça bom proveito dessas tecnologias em seus treinos e voe baixo.

Tecidos inteligentes

Os vestuários estão cada vez mais desenvolvidos e ajudam no ganho de rendimento nos treinos e provas. Os tecidos tecnológicos são responsáveis por essas melhorias. Veja alguns exemplos que vão ajudar a melhorar as suas passadas.

leia_mais
icon texto_menor  BREATH THERMO: NOVA TECNOLOGIA DA MIZUNO
icon texto_menor  ESTEIRA CURVA PARA AUXILIAR NA PASSADA?
icon texto_menor  GUIA DE PRODUTOS

– Isolante térmico: permite que a troca de calor entre o corpo e o meio ambiente seja a menor possível. Assim, quanto menor é a quantidade de calor perdido, maior será a energia canalizada para o movimento, que contribui para a performance.

– Respirabilidade: quando o tecido possui alta capacidade de absorver água, como é o caso do algodão, as roupas podem ficar extremamente molhadas durante a atividade física. A peça chamada de respirável, no entanto, permite que o suor se transporte para a superfície do tecido, evaporando rapidamente.

– Função bacteriostática: evita a proliferação de fungos e bactérias, evitando o aparecimento de possíveis doenças de pele.

– Proteção UV: proteger-se do sol é uma questão obrigatória em esportes outdoor, como no caso da corrida de rua. Daí a importância de adotar roupas e acessórios com proteção UV, que possuem fios constituídos de materiais capazes de bloquear os raios solares UVA e UVB.

– Leveza: as peças mais leves geralmente são constituídas de poliamida, mas outros fios também podem garantir essa característica que ajuda a melhorar a biomecânica da corrida.

– Compressão: ajuda a minimizar a vibração do músculo e, assim, evitar a liberação indesejada de energia. Com produtos que têm esse tipo de tecido é possível prevenir distensões, cãibras ou reduzir as dores do pós-treino. As meias de compressão, por exemplo, ajudam a diminuir a sensação de cansaço e de peso nas panturrilhas, favorecendo o desempenho e diminuindo o risco de lesões, principalmente daqueles que percorrem grandes distâncias.

Tênis 
Esse é o equipamento que mais evoluiu nos últimos anos e o mais importante para a prática da corrida de rua. Já existem modelos com lâminas individuais altamente elásticas, que fazem com que o calçado retorne energia lâmina a lâmina, impulsionando o corredor e criando uma sensação de retorno explosivo de energia. Assim como sistemas de contração e expansão do solado durante a corrida, o que ferece um movimento mais natural e eficiente das passadas.

Monitores de atividade física 
Eles não são um GPS, mas podem dar outras informações bem valiosas que servem tanto para um corredor experiente que deseja melhorar sua performance, quanto para um iniciante que precisa de informações básicas sobre a queima calórica ou a quantidade de passos dados ao longo de um dia de treino. Os monitores registram, entre outros dados, frequência de passada, impacto da aterrissagem do pé, movimento esquerda-direita, gasto contínuo de calorias e monitoramento do sono.

(Fonte: Alexandre Machado, mestre em ciência da motricidade e líder da Metodologia VO2PRO de treinamento e corrida)