Quando a corrida fica embaraçosa

Atualizado em 26 de abril de 2016
Mais em Papo de Corrida

Se você já teve um piriri durante a prova, ficou com os mamilos doloridos, não percebeu que estava na assessoria errada ou passou por outras situações embaraçosas durante a corrida fique tranquilo, você não está sozinho. A maioria dos corredores já teve que lidar, algum dia, com algo vergonhoso durante treinos e provas.

Certas vezes, as cenas são tão inusitadas que chegam a ser engraçadas, fazendo com que você e as pessoas que estão em volta caiam na risada. Por isso, reunimos alguns casos embaraçosos que são comuns entre os corredores de rua. Você já sofreu com algum deles?

– É comum uma pessoa de um grupo de corredores ficar responsável por pegar mais de um kit de corrida. Você combina com alguém de confiança que a entrega do seu material será feita no dia da prova, um pouco antes da largada. Mas, no dia D, a tal pessoa não aparece e você acaba correndo na “pipoca” com cara de tacho, já que estava inscrito.

leia-mais-cinza
icon texto_menor  POR QUE É SEMPRE BOM TER UM ALFINETE?
icon texto_menor  20 ITENS QUE TODO CORREDOR TEM EM CASA
icon texto_menor  AS 18 PIORES PERGUNTAS FEITAS PARA QUEM CORRE

– A prova foi tão extenuante que você, ao completar o percurso, para sem perceber em outra assessoria esportiva, entra e senta na tenda que não é a sua, percebendo o erro minutos depois.

– Você terminou um relacionamento, recentemente. Logo na primeira prova que participa, no meio do povo correndo, encontra sua ex correndo já com o novo namorado.

– Durante a prova, você passa pelos postos de abastecimento, pega o isotônico e tenta beber avidamente, enquanto corre. O que acontece? Além de se engasgar, o líquido espirra nos olhos… E como arde.

– Você resolve comer algo diferente antes da corrida por ouvir dos companheiros de passadas que dá muita energia. Larga forte, mas durante o percurso sente que aquela tal novidade não caiu bem no estômago. Resultado: um belo piriri e muitas paradas durante a corrida.

– Você se esquece de passar vaselina no corpo ou proteger os mamilos para que eles não fiquem roçando na camiseta. Durante a corrida o incômodo é tanto que você tira a blusa e continua correndo e dizendo para disfarçar: “Que calorão!”.

– Você vai correr fora do país e encontra pessoas com costumes diferentes dos brasileiros. Sabe-se que os franceses, por exemplo, não tomam banho todos os dias. Imagine a concentração de 18 mil corredores (como na Paris-Versailles), o locutor pedindo para que a multidão levante os braços a cada largada (a largada é escalonada: 200 participantes por minuto) e você ali no meio? As levantadas de braço significam uma onda de mau cheiro que quase derruba os corredores. E você ainda precisa disfarçar.

Você já passou por alguma situação embaraçosa na corrida? Conte para a gente nos comentários abaixo.

(Fontes: Guto Ferrari, coordenador de running da Academia Velox Fitness, no Rio de Janeiro, e Rogério Carvalho, treinador e preparador físico de corredores e triatletas em São Paulo)