Conheça os problemas que o Jet Lag pode causar no seu desempenho

Atualizado em 22 de dezembro de 2017
Mais em Papo de Corrida

Paris, Berlim, Nova York, China… existem corridas incríveis em todo o mundo. Mas para encarar um desafio “longe de casa” é preciso planejamento e organização para preparar bem o corpo para a viagem. Isso porque o fuso horário e o voo podem causar o jet lag, condição fisiológica que acontece quando se altera o ciclo circadiano do organismo, gerando sintomas como cansaço, sonolência ou insônia, irritabilidade, náusea, dor de cabeça e mal-estar — suficientes para comprometer toda uma preparação.

O corpo é regulado por um relógio interno (o ciclo circadiano) em um ritmo que se repete aproximadamente a cada 24 horas e é responsável por sincronizar funções biológicas, como os batimentos do coração, o funcionamento do pâncreas e do fígado, além de controlar processos biológicos como ciclo do sono, temperatura corporal, pressão arterial, produção hormonal, sensação de fome etc. Esse ciclo circadiano se confunde mais quando viajamos para o leste, que representa o sentido oposto ao do relógio biológico — para o norte ou para o sul não há efeitos e é apenas a partir de 4 horas de viagem que o organismo começa a sentir a mudança de ambiente e pressão.

Hora certa

1
O relógio interno que determina os ritmos biológicos está localizado nos núcleos supraquiasmáticos (SCN) do hipotálamo, que se comunica com a retina dos olhos e deduz que horas são pela luz captada.

Mudança Brusca

2
Em condições normais, as células localizadas dentro dos SCN se movem em um padrão sincronizado controlado pela exposição à luz. Mudanças bruscas, que afetam o ciclo sono/vigília, causam uma bagunça no relógio interno.

 

 

No controle

3
A digestão, a renovação celular e os batimentos cardíacos obedecem ao ritmo da melatonina. Quando os olhos são expostos a uma intensidade mais alta de luz na manhã, os SCN enviam sinais que aumentam a temperatura corporal e hormônios que preparam o corpo para acordar, e atrasam a liberação da melatonina, hormônio do sono.

Sono desregulado

O corpo sabe se é dia ou noite por conta da melatonina. Os níveis de cortisol (hormônio que afeta o metabolismo e o sistema imune) são maiores pela manhã, diminuindo ao longo do dia. Ao mudar o sono, o pico de cortisol precisa de tempo para se adaptar.

Jet Leg

5
Um nível inferior de oxigênio no avião também contribui para a ocorrência do jet lag, pois o corpo sofre perda de fluido e de sal. O cansaço físico e a desidratação são alguns dos principais efeitos do jet lag.