Faça sua melhor Maratona de Boston

Atualizado em 29 de março de 2018
Mais em Papo de Corrida

Mais uma Major está se aproxima. Na próxima segunda-feira (20 de abril), acontece a 119ª edição da Maratona de Boston, uma das corridas de rua mais populares do mundo (e das mais antigas lá fora). Se você não vai correr pelas ruas da cidade, a partir das 7h30, poderá acompanhar a transmissão pelo site da Universal Sports Network, caso você tenha assinatura do canal, ou, a partir das 8h30, no site da Maratona de Boston, que também fará a transmissão ao vivo.

Este ano, a corrida internacional bateu recorde de participações com 3 mil corredores a mais do que as versões anteriores de seus 42 km, somando 30 mil atletas inscritos. Seja em menos de três horas ou perto das cinco horas de prova, a verdade é que aqueles que vão participar do mega evento querem fazer bonito nos 42 km emblemáticos.

Vai correr? Separamos algumas dicas valiosas para que você faça a sua melhor Maratona de Boston:

– Aproveite os dias que antecedem a Maratona de Boston para fazer trotes de 30 minutos a 40 minutos no horário da largada. Desta forma, você já treina a rotina para a manhã da maratona, além de ter ideia de como estará o clima a essa hora prova, já que nos últimos dias os termômetros marcaram temperaturas na casa dos 15ºC;

– Mantenha a sua alimentação e suplementação programada e que já vem sendo realizada. Não coma nada diferente antes da prova para não ter surpresas desagradáveis durante o percurso;

– Evite passear muito nos dias que antecedem a Maratona de Boston. Descanse sempre que possível (e o máximo possível). Deixe o turismo, compras e extravagâncias gastronômicas para após a competição, quando realmente é o seu momento de extravasar e comemorar a conquista.

– Arrume tudo o que você vai precisar para o dia da corrida, como vestimenta e suplementos, pelo menos, um dia antes dos 42 km.

– Se você está acompanhado do seu treinador, esposa, amigo etc., que irá lhe auxiliar em algum momento da prova, monte a estratégia um dia antes. Se você combinou com a pessoa de encontrá-la no quilômetro 21 para tomar uma bebida energética especial, por exemplo, marque um ponto de encontro e descubra qual a melhor forma para que ele se desloque até lá no dia da prova.

– Na véspera da prova, faça seu jantar e vá dormir o quanto antes para estar bem descansado na hora da corrida.

– Chegue cedo ao local da Maratona de Boston. Tenha, no mínimo, 1h30 de folga para se organizar antes da largada. E programe como será o seu transporte até lá, pois a segurança da prova foi reforçada e todas as ruas no entorno do percurso estarão bloqueadas para os carros.

– Aqueça por uns 15 a 20 minutos antes de começar a correr. Durante o aquecimento, mentalize as orientações do treinador, lembre-se com alegria dos melhores treinos longos que realizou e pense no percurso da prova, projetando a sua chegada. Correr e vencer mentalmente antes da prova pode ser um modo de ter sucesso.

– No início do percurso, imprima um ritmo parecido com aquele que correu em seus melhores treinos longos. Evite realizar largadas muito fortes ou muito velozes. Como essa é uma corrida longa, os melhores desempenhos são daqueles atletas que conseguem ter um ritmo mais constante. Evite variar muito o ritmo, tente ser consistente. Lembre-se que depois do quilômetro 30 fica mais difícil correr para todos os atletas. Chegue nesse ponto controlando a prova e não permitindo que a prova lhe controle.

– O percurso da Maratona de Boston não é dos mais fáceis. Tem um sobe e desce constante, que desgasta bastante, mas com pouquíssimas curvas. Por isso, cuidado com o pace que irá imprimir na prova.

– Ter paciência e tranquilidade é o segredo do sucesso em provas longas, além de muito treino, é claro. Não fique ansioso para terminar. Pense na estratégia que você traçou e treinou e lembre-se que você está bem preparado. Curta a prova do começo ao fim.

– Ao completar o percurso, se ainda tiver pernas e disposição, combine um belo jantar para comemorar a conquista. Caso esteja muito cansado, deixe a comemoração para o dia seguinte. Mas não deixe de comemorar. 😉

(Fonte: Rogério Carvalho, treinador e preparador físico de corredores e triatletas – São Paulo)