5 sinais de que é preciso trocar os tênis

Atualizado em 08 de agosto de 2017
Mais em Papo de Corrida

Os tênis são os melhores amigos de qualquer corredor. Sem eles nos pés muitas pessoas nem imaginariam praticar corrida de rua. Por isso, é preciso conhecer bem o seu companheiro de treinos e provas.

Eles são desenvolvidos com duas funções básicas: proteger os pés e pernas do esforço das corridas e permitir que você desenvolva o máximo do seu potencial. Além disso, os tênis de corrida são projetados para dispersar o impacto que o atleta recebe constantemente as articulações, quando os pés tocam no solo a cada passada. A força desses choques chega a até três vezes o peso do corredor, por isso o sistema de amortecimento deve ser muito eficiente, capaz de evitar lesões nos tornozelos, joelhos, entre outras partes do corpo. Outro fator indispensável é a flexibilidade na parte frontal do solado. Isso melhora a aderência, aumenta a sensibilidade e garante o conforto.

Por isso que ao correr com calçados antigos ou desgastados você pode se lesionar. Com o tempo, os pisantes perdem a capacidade de absorção de impacto, amortecimento e estabilidade. E quando você corre com tênis gastos, aumenta o estresse e o impacto sobre as pernas e as articulações, podendo gerar lesões por excesso de uso. Assim, uma das melhores atitudes que você pode adotar para evitar se machucar na corrida é substituir seus tênis na hora certa. Saiba como identificar que você precisa de um melhor amigo novinho.

1. A quilometragem do seu tênis

Uma regra de ouro para substituir os seus tênis de corrida é trocá-lo a cada 300 a 600 km, dependendo do seu estilo de corrida, peso corporal e da superfície onde corre. Corredores mais magros podem comprar calçados novos com a rodagem um pouco acima da recomendação, enquanto os mais pesados devem considerar repor os seus pisantes mais próximo dos 300 km. Se você corre em pisos irregulares também será preciso fazer a troca mais cedo. E a qualquer sinal de incômodo, aposente o seu calçado.

2. Você está sentindo dor

Se você tem fadiga muscular, dores nas canelas ou um pouco de dor nas articulações (especialmente nos joelhos) é sinal de que você pode estar usando tênis que perderam o amortecimento. Por isso, preste atenção a esses indícios.

3. Seus calçados falharam no teste de torção

Se você tem um tênis de estabilidade, está com ele nos pés e finge uma torção, ele deve ser firme. Um calçado velho, ou que não tem suporte adequado, vai torcer facilmente. Até se você fizer o teste com as mãos, pegando o pisante e simulando a torção, o calçado deve estar mais durinho.
Em tempo: tênis destinados a performance ou competição não passarão neste teste por serem mais maleáveis, já que são destinados à corridas mais velozes.

4. A sola está desgastada

Um sinal evidente de que você precisa de novos tênis de corrida é se as solas estão desgastadas. Elas devem durar mais que o amortecimento e a absorção de impacto do calçado. Por isso, se as solas estão gastas, você definitivamente precisa de pisantes novos.

5. Com tênis novos você se sente muito melhor

Alguns especialistas recomendam que você tenha ao menos dois pares de tênis para os treinos. E isso pode ser usado como estratégia para saber quando você deve trocar o seu amigão. Tenha um par novo para comparar com o seu antigo. Se você notar uma grande diferença no amortecimento do mais novo, então provavelmente é hora de aposentar os tênis velhos.