Treinador americano nega caso de doping

Atualizado em 30 de maio de 2017
Mais em Notícias

Depois de ser acusado de estar  envolvido em caso de doping, Alberto Salazar, tricampeão da Maratona de Nova York, atual treinador do Nike Oregon Project (NOP) e um dos coachs de Mo Farah nega as informações.

A história começou na quarta-feira, quando a  rede britânica BBC, em parceira com a ProPublica, divulgou documentário que afirma que o treinador americano estaria envolvido em diversos casos de doping, sendo o mais importante deles o de Galen Rupp, recordista norte-americano dos 10.000 metros e prata na mesma distância nos Jogos Olímpicos de 2012.

Diante das declarações, Salazar se pronunciou ao jornal  Daily Mail  e negou veementemente as acusações de doping que lhes são impostas pela BBC. “Eu acredito num esporte limpo e no trabalho duro, assim como os meus atletas. Aparentemente, isso não é interessante o suficiente para alguns. Estou muito decepcionado que a BBC, a ProPublica e seus repórteres se permitiram ser usados e se envolveram em tal jornalismo impreciso e com informações infundadas. Em vez de apresentarem os fatos, eles optaram pelo sensacionalismo e insinuações. E é particularmente triste que eles tenham atacado Galen e sua excelente reputação, que ganhou com anos de trabalho duro”, disse o treinador ao jornal.

O atleta, que supostamente teria ingerido substâncias proibidas para o aumento de performance desde os 16 anos, tudo incentivado pelo técnico Salazar, repetiu a declaração do seu treinador: “Estou muito decepcionado com a BBC e a ProPublica. Eu sou dedicado ao meus esporte e tenho trabalhado muito duro para conquistar cada passo da minha carreira na corrida. Essas alegações não são verdadeiras e suas fontes admitem que não têm provas. Ainda assim eles levantaram as suspeitas, me atacando e manchando a minha reputação. Isso é indesculpável, jornalismo irresponsável.”

A Nike Internacional, marca que financia e apoia o grupo de treinamento Oregon Project, liderado por Salazar, afirmou ainda que levou muito a sério cada uma das alegações, visto que não toleram o uso de drogas para melhorar o desempenho de qualquer maneira.

Entenda o caso
O documentário  (que você pode assistir aqui), é fruto de mais de um ano de investigações do jornalista Mark Daly, da rede BBC. Dentre as informações recolhidas, estão declarações de ex-atletas e funcionários do centro de treinamento, sendo a mais impressionante delas a de Steve Magness, que já foi treinador-assistente do NOP, quando trabalhou diretamente com Salazar.

Apesar do burburinho, nenhum dos atletas do NOP já falhou em testes de doping. Mas existem suspeitas sobre alguns dos métodos usados pelo técnico, incluindo o uso de esteroides proibidos para subverter o processo de Autorização de Uso Terapêutico (AUT), quando os fundistas podem usar drogas ou métodos ilegais, caso haja necessidade médica genuína.