Brasil é 33º em ranking de maratonistas

Atualizado em 29 de março de 2018
Mais em Notícias

As corridas de rua não param de crescer no Brasil e no mundo. E as maratonas têm papel importante dentro desse cenário. Uma pesquisa recente feita pelo corredor e estatístico dinamarquês Jens Jakob Andersen, membro da Copenhagen Bussiness School e fundador do site RunRepeat.com, mostra que os maratonistas brasileiros precisam se apressar: o Brasil está na parte final do ranking global de rendimento dos maratonistas. Apesar de o número de maratonistas amadores no Brasil ter crescido 40% de 2009 a 2014, e o aumento global ter ficado em 13,5%, quando se fala em performance o país ocupa apenas a 33ª posição na lista que conta com 47 países. Isso porque o tempo médio de conclusão das maratonas pelos brasileiros é de 4h21min21s. Em primeiro lugar ficou a Espanha (3h55min35s) e em último as Filipinas (5h05min13s).

Os dados fazem parte da análise global sobre maratonas, que examinou 2.195.588 resultados de provas pelo mundo (apenas de amadores). Foram analisadas 72 provas com corredores de 47 países.

Quando o assunto é popularidade nas corridas, no entanto, a Rússia é a primeira colocada: de 2009 para cá o país teve um aumento de 300% no número de maratonistas. A Ásia também é forte concorrente, já que teve um aumento de 92% no número de novos apaixonados pelas passadas. Neste quesito o Brasil ficou em 21º, com 40,42% de novos simpatizantes pela corrida de rua.

E se você pensa que são os homens que encabeçam a maior parte dos corredores está muito enganado. Ainda segundo o estudo, as mulheres estão na frente quando o assunto é completar os 42 km. A média de participação feminina mundial no período da análise foi de 27%, contra apenas 8% dos homens. O Brasil também mostra esse crescimento, já que a participação de corredoras em maratonas cresceu 49%, enquanto que os homens representaram um crescimento de 37%.

Em tempo: mesmo estando no final do ranking mundial de rendimento de maratonistas, o número de devoradores de quilômetros aumentou nos últimos anos. Segundo dados da Associação de Treinadores de Corrida, apenas em 2013 mais de 12 mil corredores finalizaram nove provas nacionais e cerca de 2 mil fecharam o percurso em competições no exterior.