Pistorius: pena máxima pode chegar a 15 anos

Atualizado em 30 de maio de 2017
Mais em Notícias

Como você já leu aqui, o paratleta Oscar Pistorius se livrou da prisão perpétua. Mas nesta sexta-feira (12 de setembro), o Tribunal Superior de Pretória condenou o sul-africano por homicídio culposo da modelo Reeva Steenkamp, sua ex-namorada.

A juíza que cuida do caso, Thokozile Masipa, entendeu que Pistorius agiu de forma negligente, apesar de não ter intenção de matar. Com isso, a pena máxima para o caso pode chegar a 15 anos de prisão. A sentença final, no entanto, será anunciada no dia 13 de outubro.

O campeão paralímpico recebeu o veredito sem demonstrar emoção, posição diferente da adotada na última quinta-feira (11 de setembro), quando ele chorou ao ser liberado da prisão perpétua. A família e os amigos de Reeva, ao contrário, choraram no tribunal ao ouvirem o veredito.

leia-mais-cinza
icon texto_menor  CASO PISTORIUS: POLÊMICA CONTINUA NO JULGAMENTO
icon texto_menor  PISTORIUS É PRESO SUSPEITO DE MATAR NAMORADA
icon texto_menor  PISTORIUS NEGA CRIME PREMEDITADO

O crime ocorreu em de fevereiro de 2013, quando Pistorius atirou na modelo através da porta do banheiro de sua casa. A defesa de Blade Runner, como é conhecido, alega que o paratleta pensava se tratar de um assaltante, atirando sem perceber que sua ex-namorada estava ali. A promotoria, em contrapartida, afirma que o acusado teve intenção de matar.