Páscoa: coma e invista na corrida de rua

Atualizado em 21 de dezembro de 2017
Mais em Notícias

Na Sexta-feira Santa, a mesa de muitos brasileiros tem o famoso peixe ou a bacalhoada que marca as ceias do feriado cristão. A boa notícia para quem pratica corrida de rua é que o prato traz ótimos benefícios para a saúde e para a corrida de rua, já que o alimento funcional tem gorduras saudáveis e vitaminas essenciais para o funcionamento adequado do organismo.

Ótima fonte de ômega-3, família de compostos que não podem ser produzidos pelo organismo humano e que devem ser obtidos por meio da alimentação, a gordura poli-insaturada encontrada no peixe é imprescindível para os neurônios, as células vermelhas do sangue, da retina (visão), para o sistema imunológico (neutrófilos e monócitos) e para as plaquetas. Além disso, está envolvida na prevenção de doenças do coração, regula o metabolismo e reduz triglicérides, além de ser uma ótima escolha para a alimentação saudável.

Quer mais? Peixes como a cavala e o salmão, por exemplo, têm a coenzima Q10, que tem ação energética e antioxidante, sendo importante para quem pratica atividade física, ou para quem investe n corrida de rua. E, no geral, os peixes também são boa fonte de proteína, nutriente essencial para a integridade de diversos órgãos, inclusive para evitar a perda de massa muscular.

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor  6 (BONS) ALIMENTOS PARA QUEM CORRE
icon texto_menor  GUIA ALIMENTAR PARA QUEM CORRE
icon texto_menor  O QUE COMER ANTES, DURANTE E PÓS-PROVA

Além dos peixes, os pratos da Sexta-feira Santa contêm vegetais, como saladas e legumes bastante coloridos. Eles também trazem inúmeros benefícios nutricionais e ajudam a promover maior saciedade. Então, consuma um belo prato com esses alimentos.

E, se beber, faça com moderação, sempre acompanhado de água. Lembre-se que se manter hidratado ajuda a reduzir os problemas causados pelo excesso de comida e álcool, comuns a essas datas.

Coelhinho da Páscoa
Você pode tirar proveito, até mesmo, dos famosos ovos de Páscoa que são trocados durante o feriado. Como o cacau presente no chocolate é antioxidante, acaba sendo uma boa pedida para quem corre (se não consumido em excesso). Mas opte pelo chocolate amargo, que tem menos gordura.

O cacau ainda é fonte de potássio, fósforo, ferro, cálcio, zinco, cobre e cromo. Assim, ajuda a melhorar o transporte de nutrientes e oxigênio para a musculatura.

(Fontes: Liane Schwarz Buchman, nutricionista da clínica Bodyhealth, unidade Bodytech Eldorado, e Paola Nunes, especialista em nutrição funcional da Super Healthy)