Estreia do Circuito das Estações lota ruas do RJ

Atualizado em 05 de agosto de 2016
Mais em Notícias

Na manhã deste domingo (8), o Rio de Janeiro foi palco da Etapa Outono do Circuito das Estações, primeira prova do calendário desse circuito. Doze mil corredores se desafiaram e encheram de entusiasmo os percursos de 5 km e 10 km, com  largada no Aterro do Flamengo.

Após um sábado chuvoso, São Pedro deu uma trégua no domingo, que amanheceu um dia fresco e sem chuvas. Clima perfeito para os corredores, que puderam curtir a prova. A médica Luciana Palma foi uma delas, que junto ao marido, correu pela terceira vez o Circuito. “A corrida foi perto da minha casa e pude correr por diversão junto ao meu marido e amigos. Acho que todo mundo tem que experimentar para saber se gosta!”

leiamais-cinza-novo
icon texto_menor VOCÊ CORREU O CIRCUITO DAS ESTAÇÕES DO RIO DE JANEIRO? VEJA O SEU RESULTADO.

A corrida também serviu como pontapé inicial para algumas pessoas, como o analista de sistemas Bruno Salgado e a assistente de produção Jordelina Paola Rodrigues. Aos 40 anos, Bruno começou a correr em janeiro deste ano e, sozinho, treina de três a quatro vezes por semana na Praia de Icaraí, em Niterói. Neste domingo, fez sua primeira competição. “Achei a prova muito bem estruturada, desde a inscrição até a chegada. E sai muito animado dela, pronto para outra”, diz.

Já Jordelina Paola Rodrigues, correu com mais sete colegas do trabalho a primeira competição. E foi ela quem os motivou a trocar a ginástica laboral do trabalho pelas corridas para encarar o Circuito das Estações. “Somos iniciantes, mas pretendo levar meu grupo comigo em outras corridas. É muito estimulante ver corredores deficientes correndo junto com você. Aquilo ali te motiva a fazer mais ainda, a ser forte como ele. Foi o melhor início que eu poderia ter”, afirma empolgada.

Essa não é a mesma realidade de Daniel Heleno de Oliveira Brito. O corredor é bastante experiente e já participou de outras diversas edições do Circuito das Estações. “Desta vez eu corri os 10 km porque eu gosto de corridas mais longas. Mas também já fiz 5 km em etapas do mesmo circuito em outros anos. Eu adoro essa prova. É muito legal e bem organizada. Principalmente porque quem corre 5 km não atrapalha quem faz os 10 km”, diz.

Sua história com a corrida começou aos 6 anos de idade. Hoje, com 31 anos, ele não se vê sem dar as suas passadas. “O que eu gosto mesmo é correr. Sou marido de aluguel e tenho uma rotina de trabalho bastante puxada. Mas não deixo de treinar um dia sequer. Corro na hora do almoço, de noite, de madrugada, quando for possível”, conta.

Daniel compete quase todo domingo. Quando isso acontece, ele corre cerca de 130 km divididos de segunda à sexta. Mas quando não tem corrida, ele prefere incluir, também, o sábado na rotina de treinos, deixando apenas domingo para seu descanso. “Quando eu não corro sinto muita falta”, afirma o atleta que já se aventurou, até, em maratonas. “E preciso me preparar, inclusive, para as outras etapas do Circuito das Estações, já que estou inscrito para as provas do ano todo. Quero completar mais uma mandala.”

Na próxima semana, as provas da Etapa Outono do Circuito das Estações desembarcam em São Paulo e Belo Horizonte.

icone-foto

[nggallery id=152]