ShutterstockFoto: Shutterstock

5 maneiras de o esporte torná-lo um bom líder

Atualizado em 29 de novembro de 2016
Mais em Notícias

Sua saúde não é a única a ser beneficiada por você praticar algum esporte competitivo. De acordo com uma recente pesquisa feita pela consultoria Ernst & Young (EY) – organização que auxilia atletas na transição de carreira para o mundo dos negócios –, a prática esportiva pode ajudar também a acelerar o seu potencial de liderança no trabalho. Entre os motivos apontados estão a capacidade de adaptação e de resolver problemas, habilidades motivacionais e o espírito competitivo.

Com o nome de “Fazendo a Conexão: mulher, esporte e liderança”, a pesquisa foi feita com 400 mulheres executivas de diversos países. Quase todas as entrevistadas (94%) praticam ou já praticaram algum esporte e mais da metade delas (74%) concorda que a atividade influencia no potencial de um líder.

Abaixo, cinco maneiras que a prática esportiva pode ajudar a alavancar sua carreira:

1. Sempre com um objetivo em mente
Assim que uma meta é alcançada ou objetivo conquistado, o atleta logo já começa a pensar em qual será o seu novo desafio. Movido pelo sentimento de satisfação, ele precisa sempre de novos estímulos para se manter motivado e que o façam evoluir. Esse comportamento tendee a ser aplicado também no trabalho, fazendo com que a pessoa tenha ambição e não se acomode com sua situação atual.

2. Paciência e persistência para atingir uma meta
Quando o atleta tem uma prova-alvo, ele se dedica meses para chegar o mais preparado possível no grande dia. Isso significa que ele terá que fazer um trabalho constante de força e resistência, mas também de descanso, para não sobrecarregar o seu corpo. No ambiente empresarial, essa sabedoria de saber quando dar o melhor de si e quando regredir permite que a pessoa se prepare melhor para seus desafios, mas também que ela saiba relaxar e curtir os momentos de vitória.

 

 

3. Habilidade para gerir as emoções
O atleta pode estar com o melhor preparo físico possível que nada vai adiantar se ele não estiver com o psicológico preparado. É preciso saber controlar as emoções para não deixar que o estresse e a ansiedade tirem a pessoa de seu foco e mande todo o trabalho feito anteriormente por água abaixo. Com o esporte, aprende-se a prever fatos inesperados e preparar-se para contorná-los.

4. Recompensa nem sempre é imediata
É comum atletas encararem provas que desafiem seus limites físicos e psicológicos, fazendo-os se questionar sobre o motivo de terem se colocado naquela situação. Contudo, basta cruzar a linha de chegada para que sua mente seja inundada pela sensação de prazer e satisfação. Momentos como esse ensinam o profissional que desafios podem ser complexos e demorados, mas que é preciso ter determinação e foco no longo prazo para não desistir antes do tempo.

5. Trabalho em equipe
Mesmo sendo considerado um esporte individual, dificilmente um atleta constrói sua carreira sozinho. Diversas outras pessoas, como treinador, nutricionista, preparador físico etc., costumam estar envolvidos nesse trabalho. O mesmo acontece na trajetória profissional, na qual o sucesso de uma pessoa é conquistado por meio de muito esforço próprio, mas também de apoio e contribuição de terceiros.